WebRadio Maranatha

Quando o sexo é pecado


Gostou? Compartilhe!

ENCONTRO COM AS PROFECIAS 194

Tem gente que pensa que por viver uma vida honesta, não fazer mal a ninguém, ser trabalhador e outras qualidades positivas o credencia para estar no céu e herdar a salvação. Acham também que Deus não está assim muito preocupado com a adoração.

Quero reafirmar no programa de hoje que Deus tem interesse, sim, na forma como O adoramos. Inclusive no último programa estudamos que os idólatras e os devassos (se não mudarem de atitude) não vão entrar no reino de Deus. Vamos relembrar a profecia?  “Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus” (I Coríntios 6:10).

Hoje quero continuar analisando esse mesmo texto escrito pelo apóstolo Paulo. E aí está uma outra prática pecaminosa: o adultério.  “Adultério é um pecado específico praticado por pessoas casadas, ou pelo menos, por uma pessoa casada e outra solteira, em ato sexual ilícito” (Novo Testamento Interpretado, vol.4, pg.83).

Jesus gastou um bom tempo do ministério dEle falando sobre o comportamento familiar. Em certa ocasião, afirmou: “Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu, porém vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela”. (Mateus 5:27-28).

Nos seus discursos, Jesus enfatizou muito o plano de Deus para a formação de um lar. “Segundo este plano, o matrimônio devia satisfazer a necessidade de companheirismo… O lar foi estabelecido como um ambiente ideal onde, tanto os pais como os filhos, pudessem aprender de Deus e desenvolver seu caráter a altura dos elevados ideais inerentes ao propósito divino que levou Deus a criá-los” (S.D.A.B.C., vol. 5, pg. 326).

O que Jesus está dizendo é que a beleza feminina e masculina são um dom de Deus. Deus é amante da beleza natural. Jesus não está condenando a apreciação da beleza de alguém. Jesus não está condenando um homem que acha uma mulher bonita, ou uma mulher que acha um homem bonito. Apreciar a beleza não tem nada de errado.

A atração sexual de um homem por uma mulher, também não é errada, pois isto foi dada pelo próprio Criador. O que Deus condena é a perversão do que é bom e puro. O casamento é maravilhoso, porém está sendo pervertido em nossos dias. O sexo é algo bom e maravilhoso, mas também está sendo deturpado. A fidelidade não é algo tão comum.

Veja que a profecia diz que os que vivem tendo relações sexuais uma  mulher ou homem, que não seja o marido ou a esposa, estão cometendo adultério, um tipo de pecado que os impedirá de herdarem o reino dos céus.

A profecia menciona uma outra prática pecaminosa, muito usada no passado e também em nossos dias. Ela é odiada por uns e amada e defendida por outros. Esta prática tem vários nomes, mas na lista da Bíblia, em I Coríntios 6:10, diz que os “efeminados”, também  não herdarão o reino de Deus.

“A palavra grega que foi traduzida por efeminados é “malakós”, que significa “de natureza suave”, “delicado”, “algo fofo” (S.D.A.B.C, vol. 5, pg. 695).

O contexto onde aparece essa condenação nada tem a ver com relacionamento interpessoal. A restrição divina é relativa ao desvio sexual do que foi instituído por Deus, ou seja, sexo somente entre um homem e uma mulher, dentro do casamento.

Aliás, esse tipo de comportamento desvirtuado é descrito na Bíblia como sodomia. “Essa palavra veio a ser usada para indicar a homossexualidade, que era o pecado prevalecente em Sodoma, quando Ló ali habitava… No grego, essa palavra, literalmente traduzida, indica “ato sexual de homem com homem” (Novo Testamento Interpretado, vol. 4, pg.83).

Sempre é bom ressaltar que a condenação a esse tipo de comportamento sexual não é de um programa de rádio, não é de uma emissora. A condenação é do próprio Deus! E Ele sabe exatamente o que é o correto. Mesmo que A ou B utilize qualquer tipo de argumento ou defesa. Deus, o Criador, fez homem e mulher. Deus fez o sexo para ser desfrutado dentro do casamento.

Para um mundo bombardeado de racionalismo, descrença e influências ateístas, esse tipo de conteúdo bíblico é motivo de zombaria e escárnio. Porém, amigo ouvinte, nosso compromisso é com a Palavra de Deus. Nada mais.

Deus e a Bíblia não sofrem modificação por causa dos padrões morais ou de comportamento dos seres humanos. Deus dá a cada pessoa a liberdade de escolher qual caminho seguir. Ele respeita, porém, adverte que todas as decisões que tomamos geram conseqüências eternas. E, no caso dos adúlteros e efeminados, como diz o texto de hoje, está muito claro: “ficarão fora do reino de Deus”.

Que a sua escolha, amigo ouvinte, fique de acordo com a palavra de Deus. Mesmo que esteja na contramão da sociedade moderna. A recompensa divina é infinitamente melhor.

Creia em Deus para estar seguro. Creia nos profetas dEle para prosperar.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook

WebRadio Maranatha