WebRadio

Central de Mídia

Verdadeira confiança


Gostou? Compartilhe!

31-01 TDR 761

TEMPO DE REFLETIR 761 – 31 de janeiro de 2016

“Porque não queremos, irmãos, que ignoreis a natureza da tribulação […] tivemos a sentença de morte, para que não confiemos em nós, e sim no Deus que ressuscita os mortos” (II Coríntios 1:8).

Talvez você esteja passando por alguma situação difícil. Paulo fala aos coríntios sobre suas tribulações, especificamente sobre a sentença de morte a que estava condenado. Também fala sobre o seu propósito. Deus devia manifestar-se em sua vida para que a glória fosse dele, e não de Paulo.
O êxito de uma vida com Cristo não deve ser medido com medidas humanas. O homem mede seu êxito através de metas alcançadas, da ausência de dificuldades e de sofrimento, do controle de situações; enfim, uma vida cheia de bem estar e alegria.

Deus não o vê dessa forma. O êxito na vida cristã é uma vida controlada por Cristo. As dificuldades são ferramentas usadas por Deus para manter o controle dos nossos passos. Mediante eles, Ele mostra Seu poder infinito. As dificuldades também aumentam nossa fé, como disse Paulo, para confiar naquele que ressuscita os mortos. Se vivêssemos uma vida sem tribulação, não haveria oportunidade para que Deus mostrasse Seu poder.

O conhecimento do propósito das tribulações deve levar-nos a uma vida agradecida, sem murmúrios nem queixas; uma vida de dependência, na qual cada situação deve ser colocada nas mãos de Deus; uma vida de esperança, sabendo que esses momentos não são eternos e que depois da prova vem a alegria. Tudo depende da nossa atitude.

Confiemos e dependamos de Deus e ao final da prova demos-Lhe glória e gratidão.


Ficha Técnica:
-> Texto: AD
-> Música: Rafaela Pinho, “Aprender a confiar”
-> Locução e edição: Amilton Menezes
-> Finalização: Isa Vasconcelos

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook