WebRadio

Central de Mídia

Tentação, uma realidade inegável


Gostou? Compartilhe!

19-tentacao

TEMPO DE REFLETIR 535 – 19 de junho de 2015

“Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e foi guiado pelo mesmo Espírito, no deserto, durante quarenta dias, sendo tentado pelo diabo” (Lucas 4:1,2).

A tentação não é uma ilusão, é um fato. O tentador não é um mito, é um ser real. A vida não é um campo neutro nem uma zona segura, mas um campo minado. Nosso adversário é assassino, ladrão, pai da mentira, enganador, acusador, adversário, destruidor e maligno. Veio para roubar, matar e destruir. É a antiga serpente, o dragão cruel, o leão que ruge ao nosso redor. Esse inimigo é um anjo caído, chamado de diabo e satanás. Ele não dorme nem tira férias. O tempo todo e em todo o tempo, ele nos investiga buscando uma brecha em nossa vida. Tem um grande arsenal e usa muitas armas para nos atacar. Suas ciladas são ardilosas e sua fúria é implacável. É feroz como um dragão e sutil como uma serpente. Usa tanto a pressão quanto a sedução.

Não é pecado ser tentado; pecado é ceder à tentação. Depois do batismo de Jesus no Jordão, Ele foi tentado por quarenta dias. Não houve intervalo entre o sorriso do pai no Jordão e a carranca do diabo no deserto.

O fato de sermos cheios do Espírito Santo, orarmos e jejuarmos não nos isenta da tentação. O inimigo, com sua astúcia, questiona nossa identidade e também a bondade de Deus. Mas vencemos seus ardis com a Palavra e apagamos seus dados inflamados com o escudo da fé. Pela oração e pelo jejum, cheios do Espírito e da Palavra, sairemos desse campo aceso de luta vitoriosos, porque a vitória não vem da terra, mas do céu; não vem do homem, mas de Deus.


Ficha Técnica:

-> Texto: Hernandes D. Lopes
-> Música: Arautos, “Vencer por Você”
-> Locução e edição: Amilton Menezes
-> Finalização: Isa Vasconcelos

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook