WebRadio

Central de Mídia

Seção em Podcast

Tempo de Refletir

29 de junho de 2014

Confissão de um pai…

TEMPO DE REFLETIR 180 – 29 de junho de 2014 Escuta, filhinho: Digo-te estas coisas enquanto estás dormindo, com um braço embaixo do rosto e os cabelos caídos em tua fronte úmida. Deslizei sozinho para o teu quarto. Alguns momentos atrás, ao ler o jornal, invadiu-me uma tórrida onda de […]
28 de junho de 2014

Aquelas mãos…

TEMPO DE REFLETIR 179 – 28 de junho de 2014 Oh, quanto almejaria tocar naquelas mãos! Mãos que se preocuparam muito mais em dar que receber. Mãos que se estenderam para abençoar e repreender., Mãos que se  detiveram ante o sofrimento alheio. Mãos que não hesitaram em pegar um martelo, […]
27 de junho de 2014

O último capítulo do Gênesis

TEMPO DE REFLETIR 178 – 27 de junho de 2014 No começo era a Terra e a Terra tinha forma e beleza. E o homem habitou sobre a Terra em seus vales e pradarias. E disse o homem: vamos construir arranha-céus neste belíssimo lugar. E construíram cidades e a Terra […]
26 de junho de 2014

Lançai fora os deuses estranhos

TEMPO DE REFLETIR 177 – 26 de junho de 2014 “Se é de todo o vosso coração que voltais ao Senhor, tirai dentre vós os deuses estranhos e os astarotes, e preparei o vosso coração ao Senhor, e servi a Ele só, e Ele vos livrará da mão dos filisteus” […]
25 de junho de 2014

Apesar de tudo ela ainda vive!

TEMPO DE REFLETIR 176 – 25 de junho de 2014 Geração sucede geração, mas a Bíblia ainda vive. Nações surgem e desaparecem, mas a Bíblia ainda vive. Reis e governantes vêm e vão, mas a Bíblia ainda vive. Rasgada, condenada e queimada, a Bíblia ainda vive. Contestada pelos ateus, a […]
24 de junho de 2014

Quais são as nossas motivações?

TEMPO DE REFLETIR 175 – 24 de junho de 2014 “Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; homem íntegro e reto, temente a Deus, e que se desviava do mal” (Jó 1:1). A vida do patriarca Jó nos mostra como atua o diabo quando quer destruir […]
23 de junho de 2014

Sou aquele que olhei mas não agi

TEMPO DE REFLETIR 174 – 23 de junho de 2014 Sim, eu estava lá naquela tarde, naquele dia espiritualmente sombrio. Próximo dos soldados, junto com outras pessoas, observando aquela cena. Só não posso garantir que sentia alegria, nem que sentia pena. Claro que eu estava espantado com tudo que presenciava; […]