WebRadio

Central de Mídia

Seção em Podcast

Tempo de Refletir

27 de maio de 2015

O coração humilde

TEMPO DE REFLETIR 512 – 27 de maio de 2015 “Conduz os humildes na justiça e lhes ensina o Seu caminho” (Salmo 25:9). A verdadeira humildade não é fazer pouco de si mesmo, mas pensar em si mesmo da maneira correta. O coração humilde não diz “não posso fazer nada”. […]
26 de maio de 2015

Louve a Deus porque Ele é bom

TEMPO DE REFLETIR 511 – 26 de maio de 2015 “O Senhor é bom para com aqueles cuja esperança está nEle, para com aqueles que O buscam” (Lamentações 3:25). Ao pensar na bondade de Deus, em que você pensa? A bondade de Deus é tão grande que temos dificuldade para […]
25 de maio de 2015

Jesus também chorou

TEMPO DE REFLETIR 510 – 25 de maio de 2015 “Era desprezado e o mais rejeitado entre os homens; homem de dores que sabe o que é padecer” (Isaías 53:3). Jesus nunca teve qualquer pecado próprio para lamentar, mas mesmo assim Ele lamentou o pecado e seus efeitos. No sepulcro […]
24 de maio de 2015

Deus é Deus

TEMPO DE REFLETIR 509 – 24 de maio de 2015 “Parem de lutar! Saibam que Eu Sou Deus” (Salmo 46:10). Sou mais da terra firme do que marinheiro, mas já fiquei tempo suficiente num barco para saber o segredo de encontrar a terra no meio de uma tempestade. Você não […]
23 de maio de 2015

Uma vida sem pecado

TEMPO DE REFLETIR 508 – 23 de maio de 2015 “Deus tornou pecado por nós Aquele que não tinha pecado, para que nEle nos tornássemos justiça de Deus” (II Coríntios 5:21). O coração de Jesus era puro. O Salvador era adorado por milhares, mas Se contentava em viver uma vida […]
22 de maio de 2015

Nossa parte é confiar

TEMPO DE REFLETIR 507 – 22 de maio de 2015 “A vontade de meu Pai é que todo aquele que olhar para o Filho e nEle crer tenha a vida eterna” (João 6:40). Alguns de nós já criaram o próprio versículo bíblico: “Deus ajuda aqueles que ajudam a si mesmo” […]
21 de maio de 2015

Ele assumiu o nosso lugar

TEMPO DE REFLETIR 506 – 21 de maio de 2015 “Cristo […] se tornou maldição em nosso lugar” (Gálatas 3:13). Todos os aspectos da crucificação tinham o propósito de não apenas ferir a vítima, mas de envergonhá-la. A morte sobre a cruz normalmente era reservada para os criminosos mais vis: […]