WebRadio

Central de Mídia

Sinal divino


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR – 15 de setembro de 2013

Só a lã estava seca, e sobre a terra ao redor havia orvalho. Juízes 6:40

Gideão sentia profundamente sua insuficiência para realizar a grande obra que estava diante dele. Não ousou se colocar à frente do exército sem evidências claras de que Deus o havia chamado para esse trabalho e de que seria com ele. Ele orou: “Se hás de livrar a Israel por minha mão, como tens dito, eis que eu porei um velo de lã na eira; se o orvalho estiver somente no velo, e secura sobre toda a terra, então, conhecerei que hás de livrar a Israel por minha mão, como tens dito” (v. 36, 37).

O Senhor atendeu a oração de Seu servo. Pela manhã, o velo estava úmido, enquanto a terra estava seca. Mas então surgiu uma dúvida, visto que a lã naturalmente absorve a umidade quando há alguma no ar. A prova não poderia ser decisiva. Daí o fato de ele pedir que o sinal fosse invertido, rogando que sua extrema precaução não desagradasse ao Senhor. O pedido foi realizado.

O Senhor nem sempre escolhe para Sua obra homens dos maiores talentos. Antes, escolhe os que pode usar melhor. […]

Deus aceitará os serviços de todos aqueles que trabalharem obedecendo à Sua vontade, que não trarão, por motivo algum, uma mancha à consciência; que não permitirão que qualquer influência os desvie do caminho do dever. Se quisermos, poderemos fazer o registro de nossa vida de tal maneira que não venhamos a nos envergonhar de nós mesmos quando os segredos do coração forem revelados e as obras de cada um forem pesadas na balança da verdade. O Senhor emprega homens e mulheres como Seus colaboradores, mas não permite que ninguém suponha que seja tão necessário à obra de Deus que não possa ser dispensado.
Os que têm espírito suscetível ao ensino, que são confiantes, têm um propósito reto e o coração puro não necessitam esperar por grandes oca­siões

ou obter habilidades extraordinárias até poderem empregar suas forças. Não devem ficar indecisos, questionando e temendo o que o mundo dirá ou pensará deles. Não nos devemos sobrecarregar com ansiosos cuidados, mas avançar, desempenhando serenamente e com fidelidade a obra que Deus nos designou, deixando os resultados inteiramente com Ele. […]

Seja nossa vida diária um reflexo da vida de Cristo, e assim o testemunho dado ao mundo terá poderosa influência. […] O grande combate entre a verdade e o erro deve ser levado avante por homens e mulheres que acendem sua tocha nas brasas do altar divino (Signs of the Times, 23 de junho de 1881).

********************************************************************************************************************

-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da Casa Publicadora Brasileira.  http://www.cpb.com.br
-> Música: Melissa Barcelos, “Ouço Tua voz”
-> Narração: Amilton Menezes

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook