WebRadio

Central de Mídia

Seguro nas mãos de Jesus


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR – 18 de junho de 2013

As Minhas ovelhas ouvem a Minha voz; Eu as conheço, e elas Me seguem. […] Jamais perecerão, e ninguém as arrebatará da Minha mão. João 10:27, 28

Quando Satanás ouviu que existiria inimizade entre ele e a mulher, e entre sua semente e a semente dela, sabia que, por algum meio, seria dado ao ser humano poder de resistir às suas tentações. Percebeu que sua reivindicação à posição de príncipe do mundo recém-criado seria contestada, que viria Alguém cuja obra seria fatal aos seus vis propósitos; que seus anjos e ele seriam para sempre derrotados. A certeza de que tinha realmente poder e senso de segurança se desvaneceu. Adão e Eva cederam às tentações dele e a posteridade do casal sentiria a força de seus ataques. Eles, porém, não seriam deixados sem um auxiliador. O Filho de Deus viria ao mundo para ser tentado em nosso favor, e, em nosso favor, vencer.

A inimizade entre os seres humanos caídos e Satanás unicamente pode existir se as pessoas se colocarem ao lado de Deus e prestarem obediência à lei de Jeová. Isso lhes confere poder para resistir aos ataques de Satanás. Por meio do sacrifício de Cristo, o ser humano é capacitado a obedecer. […] O Filho de Deus, revestido da natureza humana e tentado em todos os pontos como nós somos tentados, enfrentou e resistiu aos assaltos do inimigo. Na força dEle, os seres humanos podem obter a vitória, enfrentar o tentador e não ser vencidos por seus ardis e arrogantes ofertas. Ao aceitar Cristo como seu Salvador pessoal, homens e mulheres podem permanecer firmes contra as tentações do inimigo. […]

Cristo viu o significado dos enganos de Satanás, e até o fim de Seu teste e provação, permaneceu firme em Sua resistência, recusando-Se desviar de Sua lealdade para com Deus. […]

Da mesma forma com que Satanás tentou a Cristo, ele está hoje tentando cada pessoa. Ele procura manter o ser humano sob seu raciocínio. O Salvador nos adverte a não entrar em combate com ele ou seus agentes. Não devemos enfrentá-lo, a menos que estejamos fundamentados na Palavra de Deus: “Está escrito.” Quanto menos refutarmos os argumentos dos que se opõem a Deus, mais firme será o nosso fundamento. Devemos repetir o mínimo possível as opiniões formadas por Satanás. Que todo aquele que é tentado mantenha o olhar fixo nos princípios que são inteiramente do alto, recordando a promessa: “Porei inimizade entre ti e a mulher” (Gn 3:15) (Review and Herald, 3 de maio de 1906).

********************************************************************************************************************

-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da Casa Publicadora Brasileira.  http://www.cpb.com.br
-> Música: Wagner Dida, “Mãos de Jesus”
-> Narração: Amilton Menezes

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook