WebRadio

Central de Mídia

Remédio adulterado


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR 1982 – 5 de junho de 2019

II Reis 4:40: “Morte na panela, ó homem de Deus! E não puderam comer”.

Mary Kellerman, de doze anos de idade, acordou mais cedo do que de costume, queixando-se de dor de garganta e de coriza. Seus pais deram-lhe um comprimido extraforte e a incentivaram para que fosse descansar. Às 7 horas, encontraram Mary moribunda, no piso do banheiro.

Antes que a semana terminasse, sete residentes da área de Chicago morreram depois de tomar aquele mesmo analgésico. Mais mortes ocorreriam. Ninguém desconfiou que o remédio não era seguro. Ninguém sonhava que alguém havia adulterado algumas cápsulas, adicionando a elas cianeto, um veneno tão mortal que causa a morte em minutos.

A tragédia desse analgésico nos conscientiza de quão vulneráveis realmente somos. Ninguém quer cair no engano de um maluco. Como nunca antes, percebemos que alguns enganos são terrivelmente fatais. Mas, como poderemos saber dos fatos? Como poderemos estar seguros?

As companhias farmacêuticas apressaram-se para colocar embalagens à prova de adulteração no mercado e, desesperadamente, tentaram restabelecer a confiança dos consumidores.

Com as forças do mal conquistando cada vez mais espaço nestes últimos dias da história humana, existirá alguma maneira de tornar nossa vida à prova de adulteração? Onde podemos encontrar proteção, hoje?

Um passo importante é entender a natureza do veneno, a natureza da ameaça. Por séculos, um engodo de âmbito mundial tem enganado a milhões. Um anjo caído tem adulterado a verdade com a venenosa falácia de que a obediência é desnecessária e sem importância. A questão é a autoridade de Deus. O motivo real de Satanás é encontrado na expressão “exaltarei o meu trono”.

Um trono implica governo. Indica autoridade real. Lúcifer queria usurpar a autoridade que pertence somente a Deus. Foi por isso que ele incitou o descontentamento entre os anjos. Submeter-se a Deus tornara-se um desgosto para ele. Satanás afirma que a lei de Deus é opcional, e que não precisamos submeter-nos a ela. É isso que tem envenenado tanto o nosso mundo hoje. A única solução é um coração completamente submetido à autoridade de Deus. Uma mente totalmente rendida à vontade de Deus, um coração no qual Cristo Jesus governa, supremo. Amigo ouvinte, não tome o remédio errado.

Ore comigo:

Senhor Deus, nos ajude a Te colocar em primeiro lugar em nossa vida. Buscando-Te primeiro – em tudo! Em toda e qualquer situação. Assim teremos condições de vencer. Nos dê a vitória por Jesus. Em nome dEle, amém!


-> Narração: Amilton Menezes


Saiba como receber as mensagens diárias do Tempo de Refletir:
-> No celular, instale o aplicativo MANAH (Android e iOS).
-> Para ver/ouvir no YouTube, inscreva-se neste Canal: YouTube.Com/AmiltonMenezes7
-> Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 99507 0705 e mande um recadinho pedindo os áudios.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook