WebRadio

Central de Mídia

Receber para dar


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR – 26 de agosto de 2013

Eu plantei, Apolo regou; mas o crescimento veio de Deus. De modo que nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento. 1 Coríntios 3:6, 7

A obra da edificação do reino de Cristo irá avante, embora, segundo todas as aparências, caminhe devagar, e as impossibilidades pareçam testificar contra seu progresso. […]

Os discípulos, antes de se alimentarem, foram encarregados de alimentar a multidão faminta. E, quando o povo já estava farto, Jesus disse aos Seus discípulos: “Recolhei os pedaços que sobraram, para que nada se perca” (Jo 6:12). Foram recolhidos doze cestos cheios e, então, Cristo e os discípulos comeram juntos da preciosa comida, fornecida pelo Céu. […]

Em vez de transferir sua responsabilidade para alguém que você julga mais bem capacitado, trabalhe segundo suas aptidões, mesmo que você tenha apenas um talento. […]

Cristo recebeu do Pai, passou-o aos discípulos, e eles o entregaram à multidão. Assim, todos quantos se acham ligados a Cristo devem receber dEle o Pão da vida […] e passá-lo a outros. […]

Nosso Salvador colocou nas mãos dos discípulos, o alimento para o povo. À medida que as mãos deles se esvaziavam, eram novamente abastecidas de alimentos, que se multiplicavam nas mãos de Cristo na velocidade com que eram requisitados. […] Isso deve servir de grande ânimo para os discípulos dEle hoje em dia. Cristo é o grande centro, a fonte de toda força. […]

Talvez um Paulo plante e um Apolo regue, mas unicamente Deus faz crescer. Isso ocorre para que o ser humano não se orgulhe. Os mais inteligentes, os mais bem capacitados espiritualmente só podem comunicar à medida que recebem. Não podem, de si mesmos, suprir coisa alguma às necessidades do coração. Só podemos transmitir aquilo que recebemos de Cristo, e só o podemos receber à medida que o comunicamos aos outros. Na proporção em que continuamos a dar, continuamos a receber. Quanto mais dermos, tanto mais havemos de receber. Assim estaremos de contínuo crendo, confiando, recebendo e transmitindo. […]

Nas mãos de Cristo, a escassa provisão não diminuiu, até que todos se saciassem. Se nos dirigimos à Fonte de toda força, estendidas as mãos da fé para receber, seremos sustidos em nosso trabalho, mesmo nas mais difíceis circunstâncias, e habilitados a dar a outros o Pão da Vida (Signs of the Times, 19 de agosto de 1897).

********************************************************************************************************************

-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da Casa Publicadora Brasileira.  http://www.cpb.com.br
-> Música: Raiz Coral, “Dê o seu melhor”
-> Narração: Amilton Menezes

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook