WebRadio

Central de Mídia

Que tipo de Deus?


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR 2008 – 01 de julho de 2019

Tiago 1:17: Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança”.

É bastante natural querer conhecer Aquele a quem oramos. Desejamos conhecer o tipo de atmosfera na qual nossa oração será ouvida. Estamos acaso orando a um Deus que precisa ser constrangido a nos dar as coisas? Estamos orando a um Deus cuja ira precisa ser aplacada? Ou estamos orando a um Deus cujo coração é tão bondoso que está mais disposto a dar do que estamos a pedir?

Jesus está tentando encaminhar-nos diretamente para essas perguntas. Ele não apenas está descrevendo, em Mateus 7:7-11, um Deus que anseia responder às nossas orações com “boas dádivas”, mas também mostrando que toda a Sua vida foi uma revelação do amoroso caráter de Deus. Conseguimos ver a Deus de maneira mais clara através das lentes da vida e dos ensinos de Jesus.

Todos nós, de certa forma, estamos numa situação insegura em nossa vida diária. Jamais sabemos ao certo que tipo de coisas boas ou ruins encontraremos pela frente.

Nesse sentido, somos como Abraão, que foi chamado do lar dos seus antepassados para Canaã. Quando Abraão partiu, não sabia exatamente para onde estava indo, mas sabia que Deus ia com ele. E saber disso fez toda a diferença do mundo para ele. Saber disso, deu-lhe coragem e paz; deu-lhe esperança e direção; deu-lhe segurança e conforto.

Esse Deus, que foi Pai para Abraão, quer também ser o meu Pai. Quer dirigir minha vida, exatamente como dirigiu a de Abraão, ao sair ele de Ur dos caldeus. O Senhor me ama assim como amou Abraão, Daniel, Pedro, João, Paulo, Martinho Lutero, John Wesley e José Bates.

Esse é um pensamento maravilhoso. O Deus do Universo é meu Pai pessoal. Não é à toa que consiga me ajoelhar com fé diante do Seu trono. Aos necessitados, de maneira nenhuma Ele lançará fora. Ele dá boas dádivas àqueles que Lhe pedem.

Reflita sobre isso no dia de hoje e ore comigo agora:

Obrigado por seres o meu Pai, meu querido Deus. Obrigado por compreenderes as mais íntimas e urgentes necessidades que tenho. Obrigado porque não estou pedindo a um estranho, mas à Alguém a quem eu amo e que me ama também. Te louvo por isso. Em nome de Jesus, amém!


-> Narração: Amilton Menezes


Saiba como receber as mensagens diárias do Tempo de Refletir:
-> No celular, instale o aplicativo MANAH (Android e iOS).
-> Para ver/ouvir no YouTube, inscreva-se neste Canal: YouTube.Com/AmiltonMenezes7
-> Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 99507 0705 e mande um recadinho pedindo os áudios.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook