WebRadio

Central de Mídia

Quando Deus intervém


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR 1635 – 23 de junho de 2018

“Pois Tu me tens sido refúgio e torre forte contra o inimigo” (Salmo 61:3).

Uma noite, uma jornalista de Los Angeles decidiu pegar um atalho para voltar para casa. Ela começou a subir uma ladeira mal iluminada. Não demorou muito e ela ouviu passos atrás dela movendo-se cada vez mais rápidos. De repente, um estranho a atacou e começou a estrangulá-la com o seu próprio cachecol.

Naquele mesmo instante, a quilômetros de distância, a mãe daquela mulher despertou de um sono profundo. Ela acordou com um grande medo de que algo terrível estivesse para acontecer com sua filha mais velha. Imediatamente, aquela mãe ajoelhou-se ao lado da cama e começou a orar. Por 15 minutos, ela conversou fervorosamente com Deus, buscando Sua proteção para a filha. Depois de estar certa de que sua oração fora atendida, ela voltou para a cama e dormiu de novo.

Voltemos àquela ladeira. De repente, o assaltante parou. A mulher viu aquele homem levantar a cabeça por um instante, como se escutasse algo. Então, ele fugiu ladeira abaixo. Essa mulher e sua mãe estão certas de que Deus revelou-Se um fiel ajudador por causa daquela oração. É importante compreender que aquela mãe devota não estava orando para um Deus distante. Ela estava familiarizada com Sua voz. Ela O conhecia o bastante para saber que Ele havia respondido. Ela O conhecia o bastante para confiar em Sua proteção. Quando aquela piedosa mulher ajoelhou-se ao lado da cama, aquele forte poder estava realmente muito perto.

Na batalha entre o bem e o mal, a oração é uma arma poderosa nas mãos do crente. Através da oração, as forças do inferno são derrotadas. Ellen White escreve que, em resposta à oração de fé, Deus fará aquilo que Ele não faria se não pedíssemos (ver O Grande Conflito, pág. 525).

Infelizmente, neste planeta em rebelião, coisas ruins também acontecem com pessoas boas. De maneiras que nós não compreendemos totalmente, Deus usa o pesar, o desastre e o sofrimento para trazer-nos para mais perto dEle. Ele usa até mesmo o mal, pelo qual não foi responsável, para conseguir Seus propósitos de longo prazo.

Difícil de entender? Certamente que sim! Mas, mesmo assim, devemos confiar nEle. Mesmo assim, devemos continuar orando. Ele nunca vai nos abandonar, e aquilo que ainda não entendemos, Ele mesmo explicará, um dia, na eternidade.


-> Música: Nadson Portugal, “O Céu vai revelar”
-> Narração: Amilton Menezes


Saiba como receber as mensagens diárias do Tempo de Refletir:

-> No celular, instale o aplicativo MANAH (Android e iOS).

-> Para ver/ouvir no YouTube, inscreva-se neste Canal: YouTube.Com/AmiltonMenezes7

-> Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 9893 2056 e mande um recadinho pedindo os áudios.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook