WebRadio

Central de Mídia

Perdão em Jesus


Gostou? Compartilhe!

19-perdaoTEMPO DE REFLETIR 231 – 19 de agosto de 2014

“Se observares, Senhor, iniquidades, quem, Senhor, subsistirá? Contigo, porém, está o perdão, para que Te tema” (Salmo 130:3 e 4).

A culpa tem o terrível poder de paralisar. Paralisa a vida, os planos e os sonhos. Faz a pessoa sentir-se suja, indigna e sem direito a nada. Existe muita gente fracassada na vida porque, inconscientemente, aceita a derrota como uma forma de auto punição. Essas pessoas creem que o sofrimento e a culpa que sentem podem de alguma forma contar ponto a seu favor diante de Deus.

O salmista conhecia muito bem o peso da culpa, por isso menciona a Deus duas vezes, numa frase tão curta. “Se observares, Senhor, iniquidades, quem, Senhor, subsistirá?” Sal. 130:3. Sentia-se pó. Por mais que tentasse justificar ou sublimar a culpa, a sua, iniquidade o condenava. O martelo do passado crucificava-o no madeiro de sua própria consciência.

Quem, Senhor, subsistirá? É a pergunta que perturbou o ser humano ao longo dos tempos. A resposta é: Ninguém. Porque o pecado mata. Lentamente, aos poucos, imperceptivelmente. No início, tudo parece maravilhoso. Você sente coisas que nunca sentiu. Acha-se livre como um passarinho. Toma sua vida e voa pelo mundo sem limites nem fronteiras que a sua imaginação cria.

Mas o tempo passa. Implacável. Cruel. Insensível. E quando você começa a perceber os estragos na sua vida — física, moral ou psíquica — já é tarde. As sombras da noite já o envolvem. Você gostaria que o dia se prolongasse para mudar o rumo das coisas, mas sente como se a própria vida escapasse das suas mãos. Não há dúvida. O pecado mata. Ninguém subsiste a ele.

Por isso, a única solução está no perdão, e o perdão só pode ser alcançado em Jesus. Esse dom divino é oferecido gratuitamente a todos, mas só o recebem os que O temem. Esse temor não tem nada a ver com medo. É o resultado do amor, nascido de um coração agradecido que aprendeu a confiar em Deus e a acreditar nas Suas promessas.

A despeito do seu passado, hoje pode ser um novo dia para você. Ontem já foi. Não conta. O futuro ainda não chegou. Está nas mãos de Deus. Aproveite o seu presente para dizer Como o salmista: “Se observares, Senhor, iniquidades, quem, Senhor, subsistirá? Contigo, porém, está O perdão, para que Te temam”.

*****************************************************************************************************************************************
-> Autor: Alejandro Bullon
-> Música: Thaise Hygino e Rodolfo Scholosser, “Perdão te peço”
-> Narração: Amilton Menezes

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook