WebRadio

Central de Mídia

Pedindo o melhor


Gostou? Compartilhe!

12-11 TDR 1047

TEMPO DE REFLETIR 1047 – 12 de novembro de 2016

“Dá-me, pois, sabedoria e conhecimento, para que eu saiba conduzir-me à testa deste povo; pois quem poderia julgar a este grande povo?” (II Crônicas 1:10).

Se uma pessoa muito rica disse a você: “Peça o que quiser que eu lhe dê”, o que solicitaria? Uma bolsa de estudos, uma bela casa, ou uma grande soma de dinheiro?

Certa noite, Deus apareceu a Salomão e disse-lhe: “Pede-me o que queres que Eu te dê” (2Cr 1:7). O que você teria pedido a Deus, se estivesse no lugar de Salomão? O jovem rei pediu o que há de mais precioso: sabedoria. Esta é a riqueza das riquezas. Anos depois ele escreveria: “Feliz o homem que acha sabedoria, e o homem que adquire conhecimento” (Pv 3:13); “porque melhor é a sabedoria do que joias, e de tudo o que se deseja nada se pode comparar a ela” (Pv 8:11). Salomão tinha sede de sabedoria. Ele estava convicto de que o dinheiro e poder não eram suficientes para governar o povo do concerto. O elevado propósito estabelecido por Deus para Seu povo dependia de um rumo bem definido, de conselhos oportunos e de palavras oriundas da mente do Altíssimo. Quando Salomão disse: “Dá-me, pois, sabedoria”, estava imbuído do desejo sincero e profundo (1Re 3:9). Não hesitava entre dois pensamentos: seu pedido era claro e definido.

Certa vez um jovem pediu um conselho ao filósofo Sócrates, dizendo: “Tenho uma grande sede de conhecimento. Pode dizer-me como obtê-lo?” Sócrates que o jovem o acompanhasse até à praia. O sábio conduziu-o para dentro da água até a cintura. Subitamente, Sócrates mergulhou o jovem, mantendo-o imerso a ponto de ele pensar que iria se afogar. Já fora da água, Sócrates perguntou-lhe: “Enquanto você estava submerso, o que desejou mais neste mundo?” A resposta foi lacônica: “Ar!”, disse o moço. Então, o filósofo ponderou: “Siga seu caminho, e quando desejar conhecimento tanto quanto desejou ar instantes atrás, você certamente o encontrará”.

O que temos pedido a Deus em nossas orações? Conhecimento, com o objetivo de adquirir riquezas, fama e poder, ou sabedoria para partilhar a maior riqueza do Universo – o evangelho da salvação?


-> Música: Etiene, “Meu pedido”
-> Locução: Amilton Menezes

Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 9893-2056 e mande uma mensagem pedindo os áudios. Se você tem Telegram, adicione nosso canal: telegram.me/tempoderefletir

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook