WebRadio

Central de Mídia

Pecados nas profundezas do mar


Gostou? Compartilhe!

ENCONTRO COM AS PROFECIAS 119

Estudaremos agora mais uma profecia de Miquéias. Foi feita em torno do ano 710 AC e está no capítulo 7, versículo 19: “Tornará a apiedar-se de nós; pisará as nossas iniqüidades e lançará os nossos pecados nas profundezas do mar”.

As últimas profecias que estudamos mostram o anúncio de vários juízos de Deus caindo de diversas maneiras sobre o povo de Israel. Muitos foram os profetas enviados para advertir e tentar uma volta do povo para Deus. Infelizmente Israel rejeitou cada convite e advertência.

Nessa profecia o profeta mostra um novo quadro, uma nova opção para o povo escolhido. Retrata o sentimento e a disposição de Deus em perdoar e demonstrar amor incondicional, apesar de tanto pecado e idolatria por parte do ser humano.

Miquéias quer que Israel saiba que existe disposição divina para reverter a situação. Não haverá necessidade do cativeiro, do sofrimento, da dor se o povo se voltar para Ele. Por isso diz: “Deus tornará a apiedar-se de nós”.

As iniqüidades de Israel, que deram muito trabalho e dissabores a Miquéias para expô-las, poderiam ter sido perdoadas por Deus. O Senhor ainda tornaria a manifestar sentimentos de perdão ao povo rebelde. Todas as iniqüidades seriam generosamente perdoadas.

Amigo ouvinte, que quadro maravilhoso de nosso Deus. Ele sempre está disposto a perdoar, Ele é o Deus da segunda chance. Ele sempre dá o primeiro passo em direção ao faltoso. Deus sempre é o primeiro a estender a mão para reatar relacionamentos. Deus sempre está pronto a recomeçar.

Perceba que Deus nos dá o exemplo de como devemos tratar os que erram. O Senhor Deus nunca erra, mas sempre é o que procura o pecador para recomeçar um relacionamento rompido. Assim deve ser na convivência humana. Quando acontece de um relacionamento ser quebrado, quer seja na família, no circulo de amigos, com os colegas de trabalho ou de estudos, o primeiro a dar o passo ou estender a mão para consertar a situação, deve ser sempre aquele que está com a razão. Nunca devemos esperar que o errado dê o primeiro passo. Ele até poder dar, mas é muito raro. Quando surgir algum problema entre o casal, o que estiver certo, seja o primeiro a estender a mão ao que errou para que tudo seja concertado o mais breve possível. Assim Deus age.

Este era o sentimento que Deus queria manifestar para com o povo de Israel. Ele estava certo, mas sempre tomou a iniciativa para recuperar relacionamentos. Deus queria mostrar piedade aos seus filhos. Por isso eu gostaria que você atentasse para duas coisas que Deus queria fazer com os erros do povo.

Primeira delas: “pisará aos pés as nossas iniqüidades”. O desejo de Deus era pisar aos pés todas as iniqüidades, ou seja, Deus iria esmagá-las, eliminá-las por completo da visão humana. A expressão “pisará aos pés”, significa que os erros seriam consumidos. Estariam para sempre destruídos aos olhos de Deus.

A segunda: “Lançará no fundo do mar”. Esta outra figura de linguagem mostra a real intenção de Deus. Da parte dEle, no que dependesse dEle, os erros passados do povo seriam todos jogados nas profundezas do mar. Esta expressão em nossos dias significa muita coisa. Hoje muitos querem ir ao fundo do oceano na tentativa de encontrar tesouros de barcos que afundaram; a maioria, porém, fracassa por não ter equipamentos apropriados ou pela impossibilidade de descer a uma profundidade tão grande.

Quando o profeta mencionou que Deus quer lançar os nossos erros no fundo do mar, Ele está dizendo que não quer mais lembrar de tais atos, sejam eles quais forem.

Aqui, amigo ouvinte, precisamos fazer uma pequena reflexão. Quando Deus diz que perdoa e esquece, é verdade! Ele lança os nossos erros e pecados no fundo do mar. Isto significa que esses atos maus não serão mais cobrados ou jogados em nossa cara no futuro!

Esta profecia, infelizmente, não pôde ser cumprida com a nação de Israel. Porém, com certeza, pode ser cumprida com cada um de nós. E por que não foi cumprida com toda a nação israelita? Simplesmente porque o povo não aceitou. Era necessário o arrependimento. Eles, porém, não demonstraram isso, não se interessaram por essa chance. Saiba que o perdão divino só será efetivado quando o ser humano sinceramente se arrepende dos erros e das faltas cometidas.

E o que é arrependimento? Arrependimento significa tristeza e abandono por completo do que vinha sendo praticado. Arrependimento significa dar meia volta, mudar de rumo, seguir uma nova direção. Arrependimento significa completa mudança de mentalidade e reações. Mais do que percebido pelos homens, o arrependimento deve ser visto por Deus. Afinal, só Ele conhece profundamente o nosso coração.

Nunca é demais lembrar que todos os pecados que uma pessoa cometer devem ser confessados a Deus somente, e abandonados imediatamente.  Também não é o pecado que vai tirar alguém do céu. O que vai tirar alguém da vida eterna, é o ato de não ter confessado e abandonado ou se arrependido de tal procedimento. Note o que a Bíblia diz sobre o assunto: “O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que confessa e deixa, alcançará misericórdia” (Provérbios 28:13). E mais: “Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça” (I João 1:9). Oportuno também é o convite de Deus,em Ezequiel 18:32: “Pois não tenho prazer na morte de ninguém, diz o Senhor Deus. Arrependei-vos e vivei”.

Aproveite este momento e faça esse acerto de contas com Deus. Não custa nada. O preço (muito alto!) já foi pago na cruz do calvário. E o perdão agora, é de graça.

Creia no Senhor e você estará seguro. Creia nos profetas dEle e você prosperará.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook