WebRadio Maranatha

Palavra executada e abreviada


Gostou? Compartilhe!

ENCONTRO COM AS PROFECIAS 192

A partir do programa de hoje vamos estudar as principais profecias feitas por Paulo em suas cartas. Paulo foi um grande teólogo, mestre, pregador e exemplo de cristão. Além disso, foi um dos principais líderes da igreja cristã primitiva.

Paulo exerceu o seu  ministério provavelmente a partir do ano 35 DC, quando se converteu no caminho para Damasco, até o ano 65 DC, quando foi aprisionado em Roma e posteriormente foi morto. Durante esse período, foram escritas mais de 13 cartas para as mais diferentes igrejas que ele fundou. Como evangelista, percorreu boa parte do mundo conhecido da época, anunciando a salvação em Jesus.

Antes de ser Paulo, o nome dele era Saulo. Nasceu em Tarso, que era uma das principais cidades da Silícia. Tarso era o centro intelectual do Oriente, e onde dominava a filosofia estóica. Ele pertencia à tribo de Benjamim (Filipenses 3:5).

“É provável que pertencia a alguma família importante da cidade, o que parece ser confirmado pelo fato de Saulo haver presenciado a morte de Estevão. É também provável, que ele já fosse membro do concílio, pois não tardou em receber a comissão do Sumo Sacerdote para perseguir os cristãos… Apesar de receber educação subordinada as tradições e as doutrinas da fé hebraica, e de ter pai fariseu, ele era cidadão romano” (Dicionário da Bíblia, John D. Davis,  pg.449).

Hoje não temos idéia do que significa ser um cidadão romano, naqueles dias, porém, esse título significa um passaporte especial para a liberdade e a vida.  Sem dúvida, Deus estava preparando um homem para viajar pelo mundo e anunciar o evangelho.

Amigo ouvinte, Deus nunca faz nada de improviso, Ele já havia preparado tudo para que o futuro Paulo pudesse, com liberdade, cumprir a missão de ajudar a salvar vidas.

“Ele foi enviado, ainda bem jovem, para Jerusalém para ser educado. A educação consistia principalmente em fixar nele as tradições farisaicas. Teve como preceptor um dos mais sábios e notáveis rabinos daquele tempo, o grande Gamaliel, que era neto do mais famoso Hilel” (idem).

Saulo aparece no cenário da Bíblia no apedrejamento de Estêvão e depois perseguindo com voracidade os cristãos em todos os lugares. No encontro com Cristo, na estrada de Damasco, converteu-se. Inclusive o nome foi mudado de Saulo para Paulo.

Vamos, então, a profecia de hoje? Está em Romanos 9:28 – “Porque o Senhor executará a sua palavra sobre a terra, completando-a e abreviando-a”.

Em primeiro lugar temos que entender o que Paulo queria dizer com as seguintes expressões: “o Senhor executará a Sua palavra”, “completando-a”, “abreviando-a”.  Para isso, precisamos conhecer o texto bíblico que serviu como base para a declaração que ele fez, que é Isaías 10:22, e que diz o seguinte: “Por que ainda que teu povo, ó Israel, seja como a areia do mar, só um resto dele se converterá; uma destruição está determinada, transbordando de justiça”.

Isaías estava dando uma mensagem ao grupo que havia restado do povo Israel. Era uma mensagem de esperança e também de condenação. Os que recusassem a ouvir o que o Senhor estava dizendo e continuassem a proceder com hipocrisia, a mensagem não seria de esperança, mas sim de condenação.

Deus iria se levantar para punir o povo. A palavra dEle seria cumprida. A destruição do pecado estava determinada e no devido tempo iria acontecer. A justiça iria transbordar. A obra do Senhor seria feita.

Paulo, ao usar estas expressões, estava relembrando ao povo que a palavra do Senhor seria cumprida plenamente, como foi cumprida com os pais no passado. Para um judeu isto era muito forte. Nenhum judeu era ignorante da história passada de seus pais. Eles sabiam muito bem o que tinha acontecido, e com toda certeza, reconheciam o “porque” das coisas terem acontecido daquela maneira.

Após falar muitas coisas ao seu povo, o apóstolo faz uma profecia, onde é mencionado que Deus iria executar a palavra dEle e isso seria também abreviado.

Existem muitas coisas que Deus prometeu e cumpriu ao pé da letra. Por exemplo, Ele prometeu que o mundo seria destruído com um dilúvio, e isto aconteceu. Os estudiosos, mesmo aqueles que não acreditam na Bíblia, reconhecem que o planeta, em algum tempo, sofreu uma grande inundação.

Deus prometeu que uma virgem daria luz a um filho, e ele seria o Messias. Nenhuma pessoa, em sã consciência, pode negar a existência de Cristo nesta terra. Mesmo os que não crêem em Deus, acabam confessando que a existência de Cristo é real, pois não há como negar, sendo que a própria história está dividida em antes de Cristo e depois de Cristo. Deus prometeu que o Filho dEle viria a este mundo, e Ele veio. Isto é um fato inegável. A palavra do Senhor foi cumprida.

O próprio Jesus quando aqui esteve falou de muitas coisas. Ensinou sobre muitos temas. Inclusive em um de Seus sermões, afirmou que haveria tempos na história que Deus iria abreviar, porque o sofrimento seria muito grande (Mateus 24:22).

Jesus também prometeu que voltará. Isso é aguardado com muita ansiedade pelos cristãos da atualidade. Esta é a única solução definitiva para todos os problemas da humanidade. A dor, a tristeza, a guerra, a violência, o sofrimento de milhares e milhões de pessoas ao redor do mundo terão fim. A promessa será cumprida. E até abreviada!

Como eu aguardo esse dia! Você também? Creia em Deus para estar seguro e preparado. Creia nos profetas dEle e você prosperará.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook

WebRadio Maranatha