WebRadio

Central de Mídia

O valor do tempo


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR – 17 de janeiro de 2014

Imagine que você tenha uma conta corrente e a cada manhã você acorde com um saldo de 86 mil e 400 Reais. Só que não é permitido transferir o saldo do dia para o dia seguinte. Todas as noites o seu saldo é zerado, mesmo que você não tenha conseguido gastá-lo durante o dia. O que você faz? Você irá gastar cada centavo, é claro!

Todos nós somos clientes deste banco que estamos falando. Chama-se TEMPO. Todas as manhãs é creditado para cada um de nós 86.400 segundos. Todas as noites o saldo é debitado, como perda. Não é permitido acumular saldo para o dia seguinte.
Todas as manhãs a sua conta e reinicializada e todas as noites as sobras do dia se evaporam. Não há volta. Você precisa gastar vivendo no presente o seu depósito diário. Invista, então, no que for melhor, na saúde, felicidade e sucesso!

O relógio está correndo. Faça o melhor para o seu dia a dia.

Para você perceber o valor de um ano, pergunte a um estudante que repetiu de ano.
Para você perceber o valor de um mês, pergunte para uma mãe que teve o seu bebê prematuramente.
Para você perceber o valor de uma semana, pergunte a um editor de uma revista semanal.
Para você perceber o valor de uma hora, pergunte aos apaixonados que estão esperando para se encontrar.
Para você perceber o valor de um minuto, pergunte a uma pessoa que perdeu um trem.
Para você perceber o valor de um segundo, pergunte a uma pessoa que venceu a medalha de prata em uma Olimpíada.

Valorize cada momento que você tem! E valorize mais porque você deve dividir com alguém especial, especial suficiente para gastar seu tempo junto com você.

Lembre-se: o tempo não espera por ninguém. Ontem é história. O amanhã é um mistério? Não para nós. O hoje é uma dádiva. Por isso é chamado de presente!

Aproveite-o, para honra e glória de Deus!

******************************************************************************************************************************************************

-> Autoria: desconhecida
-> Música: Melissa Barcelos, “Tempo”
-> Narração: Amilton Menezes

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook