WebRadio

Central de Mídia

O significado de “perfeição”


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR 1309 – 1 de agosto de 2017

“Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor procede de Deus; e todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor” (I João 4:7 e 8).

A palavra “perfeito”, em Mateus 5:48, se origina na palavra grega teleios. Essa palavra não tem nada a ver com o conceito absoluto de perfeição ou impecabilidade. Pelo contrário, teleios quer dizer “maturidade”, e assim é traduzida na maioria das versões modernas da Bíblia.

No uso bíblico do conceito, as pessoas são teleios (perfeitas) quando são adultas ou atingiram a estatura plena. Assim, um estudante que tem um conhecimento maduro de matemática é teleios (maduro ou perfeito) em comparação com o aprendiz que está apenas começando.

A ideia básica dessa palavra bíblica, e daquelas que estão intimamente relacionadas com ela, é que todas as coisas têm um fim, um propósito, um alvo, ou um objetivo. Esse conceito encontrou entrada no português através da palavra teleologia. Uma coisa é teleológica quando cumpre o propósito para o qual ela foi feita ou planejada.

Precisamos, portanto, perguntar para que fim ou propósito foram criados os seres humanos. A Bíblia não nos deixa dúvida alguma nesse ponto. “Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança” (Gn 1:26). Os seres humanos devem ser semelhantes a Deus. Por isso, é muito natural para Jesus reivindicar em Mateus 5:48 que os cristãos se tornem teleios (perfeitos ou maduros) em amor, como o Pai no Céu. Afinal, “Deus é amor” (1Jo 4:8). Os cristãos devem agir com amor como Deus, e não agir como o diabo.

Assim sendo, de acordo com o Novo Testamento, cristão “perfeito” é o cristão maduro, íntegro, completo. O mesmo acontece no Antigo Testamento, onde as palavras traduzidas como “perfeito” geralmente significam “completo”, “reto”, ou “imaculado” no sentido espiritual.

Você pode estar imaginando então, de onde surgiu a interpretação de perfeito, que significa absoluto, total, sem defeito ou pecado. Surgiu da mesma apostasia da igreja medieval que aceitava outras ideias filosóficas dos gregos, tais como a consciência da alma na morte. Foi a falsa interpretação da Idade Média que literalmente impeliu as pessoas a tentativas monásticas de perfeição.

Os planos de Deus são os melhores.


-> Música: Robson Fonseca, “O sonho de Deus é maior”
-> Locução: Amilton Menezes

Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 9507 0705 e mande uma mensagem pedindo os áudios. Se você tem Telegram, adicione nosso canal: telegram.me/tempoderefletir – Prefira, porém, o aplicativo MANAH, onde você terá todos os áudios à disposição.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook