WebRadio

Central de Mídia

O que é mais importante?


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR 1875 – 18 de fevereiro de 2019

“Nós, porém, pregamos a Cristo crucificado, o qual, de fato, é escândalo para os judeus e loucura para os gentios, mas para os que foram chamados, tanto judeus como gregos, Cristo é o poder de Deus e a sabedoria de Deus” (I Coríntios 1:23-24).

Em sua Bíblia de quase mil páginas, o que é importante? Entre todos os deveres e as proibições, o que é essencial? O que é indispensável? O Antigo Testamento? O Novo? A graça? O batismo?

O que realmente importa?

Você provavelmente já se debateu com essa pergunta. Talvez tenha realizado os atos da religião e da fé, e ainda assim se veja, muitas vezes, como num poço seco. As orações parecem vazias. Os objetivos parecem impensáveis. O cristianismo se torna um amontoado de notas desafinadas. Onde está o cerne?

Considere estas palavras de Paulo: “Eu passei para vocês o ensinamento que recebi e que é da mais alta importância: Cristo morreu pelos nossos pecados, como está escrito nas Escrituras Sagradas; Ele foi sepultado e, no terceiro dia, foi ressuscitado, como está escrito nas Escrituras: e apareceu a Pedro e depois aos doze apóstolos” (1Co 15:3-5, NTLH).

Ali está. Quase simples demais. Jesus foi morto, sepultado e ressuscitou. Surpreso? A parte que interessa é a cruz. Nem mais, nem menos.

Ore comigo agora: “Senhor, quando eu anunciar as boas-novas, não quero que sejam apenas um relato de segunda mão, coberto com um verniz de religiosidade. Peço Tua ajuda para que meu evangelismo seja um testemunho das realidades que tenho vivenciado contigo. Que eu valorize mais a Tua cruz. Em nome de Jesus, amém!


-> Narração: Amilton Menezes


Saiba como receber as mensagens diárias do Tempo de Refletir:
-> No celular, instale o aplicativo MANAH (Android e iOS).
-> Para ver/ouvir no YouTube, inscreva-se neste Canal: YouTube.Com/AmiltonMenezes7
-> Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 99893 2056 e mande um recadinho pedindo os áudios.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook