WebRadio

Central de Mídia - WebRádio Maranatha

O fim do sofrimento


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR 1560 – 9 de abril de 2018

“Os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles” (II Coríntios 4:17).

O que dizer sobre as tragédias que Deus permite que aconteçam? Esses momentos cumprem algum propósito?

Cumprem, se os virmos a partir de uma perspectiva eterna. O que não faz sentido neste mundo fará perfeito sentido no próximo. Tenho uma prova: você no ventre.

Sei que você não se lembra desse período pré-natal, de modo que peço permissão para lembrar o que aconteceu naquela época. Cada dia da gestação preparou você para sua vida terrena. Seus ossos se solidificaram, seus olhos se formaram, o cordão umbilical transportou nutrientes para que sua estrutura se desenvolvesse por qual razão? Para que você pudesse permanecer dentro do útero? Muito pelo contrário. O tempo no ventre equipou você para o tempo na terra, adequou você para sua existência pós-parto.

Certos capítulos da vida parecem tão desnecessários, como as narinas do feto. Sofrimento. Solidão. Doença. Holocaustos. Martírio. Monções. Se presumirmos que este mundo existe apenas para a felicidade antes da sepultura, essas atrocidades o desqualificam para essa tarefa. Mas e se esta terra for o ventre? Poderiam esses desafios, por mais severos que sejam, servir para nos preparar a equipar para o mundo por vir?

Pode orar comigo? “Pai celestial, lembra-nos de que até mesmo os eventos trágicos servem a Teus propósitos. Usa os problemas e as dificuldades da minha vida para me tornar apto a uma vida celestial contigo. Em nome de Jesus, amém!


-> Musica: Rafaela Pinho, “O dia findará”
-> Narração: Amilton Menezes


Saiba como receber as mensagens diárias do Tempo de Refletir:

-> No celular, instale o aplicativo MANAH (Android e iOS).

-> Para ver/ouvir no YouTube, inscreva-se neste Canal: YouTube.Com/AmiltonMenezes7

-> Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 9893 2056 e mande um recadinho pedindo os áudios.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook