WebRadio

Central de Mídia - WebRádio Maranatha

O Filho do homem e a colheita


Gostou? Compartilhe!

ENCONTRO COM AS PROFECIAS 250

Hoje vamos estudar Apocalipse 14:14 – “Olhei e eis uma nuvem branca, e sentado sobre a nuvem um semelhante ao Filho do homem, tendo na cabeça, uma coroa de ouro e na mão uma foice afiada”.

O tempo está passando na história da humanidade. Estamos vivendo os últimos capítulos deste mundo marcado pelo pecado. Em pouco tempo, tudo será diferente. A profecia bíblica nos mostra que antes da segunda vinda de Cristo haverá um povo que escolheu receber o selo de Deus, e a qualquer preço proclamou a mensagem do terceiro anjo. Vamos conhecer as características desse povo.

A perseverança é a primeira enumerada pelo profeta (Apocalipse 14:12). Essa palavra também pode ser traduzida por paciência. “O contexto mostra que haverá uma intensa luta contra a besta e sua imagem. Far-se-á todo o esforço possível para obrigar o remanescente a que se una com o movimento promovido pela segunda besta, que ameaçará o povo de Deus com a prisão e a morte (Apocalipse 13:11-17) (C.B.A.S.D. vol. 7, p. 846).

A segunda característica é: “Aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus” (verso 12).  “O mundo, cativado pelos enganos de Satanás, se inclinará diante da besta e da sua imagem e cumprirá todas as suas ordens, mas o fiel povo de Deus se negará a cumprir as suas exigências porque guardam os mandamentos de Deus” (idem).

O ponto de maior conflito será o quarto mandamento da lei de Deus. A grande maioria dos cristãos concorda que os nove mandamentos da lei de Deus devem ser observados em nossos dias, mas não o quarto.

No início da era cristã, o sábado começou a ser deixado de lado como dia santo. Aos poucos, o primeiro dia da semana passou a substituí-lo, e os cristãos daquele tempo e até os da atualidade têm apresentado muitas razões para essa mudança. As duas principais são: 1) Alguns afirmam que os Dez mandamentos foram abolidos com todas as leis cerimoniais do Antigo Testamento. 2) Outros afirmam que o elemento temporal do quarto mandamento é cerimonial, mas a ordem de observar um dia em sete é uma obrigação moral.

Esses argumentos não têm a aprovação da Bíblia. Deus nunca alterou a Sua lei e nem mudou o dia que escolheu e definiu para Seus filhos O adorarem.

A história mostra quem fez essa mudança. A Igreja Católica assume que ela tem autoridade para mudar a Bíblia. Afirma que transferiu o caráter sagrado do Sábado para outro dia. Os documentos católicos declaram: “O Papa tem poder para mudar os tempos, ab-rogar leis e dispensar todas as coisas, mesmo os preceitos de Cristo” (Estudos Bíblicos, 6ª ed. 1980, p. 181).

A terceira característica é a fé em Jesus (Apocalipse 14:12). Essa é uma das mais importantes características de um verdadeiro cristão. O que significa ter fé em Jesus? “Tendo fé em Jesus, sua vida cristã demonstrar-se-á igual à vida de Jesus, vivida aqui na terra. Ele não pode espiritualmente ser diferente de Jesus…” (Aracely S. Mello, A Verdade Sobre as Profecias do Apocalipse. 2ª ed. 1982, p. 215).

Conforme afirma a profecia, Cristo virá em uma nuvem branca, tendo uma coroa de ouro na cabeça e uma foice afiada na mão. João está falando do retorno de Cristo. Esse assunto está em toda a Bíblia. No Novo Testamento aparece 318 vezes e, em toda a Bíblia, mais ou menos 2.500 vezes.

Quando Jesus veio pela primeira vez, a única coroa que os homens puderam oferecer-lhe foi a de espinhos. Mas ao vir pela segunda vez, Ele vem com uma coroa de ouro, para mostrar a todos que Ele é o único Rei de todo o Universo.

Jesus vem pela segunda vez com uma foice na mão. Isso significa que Ele vem para ceifar, para colher o que plantou. Quando esteve pela primeira vez aqui Ele plantou a semente do evangelho num pequeno grupo e agora vem para fazer a colheita.

Toda a colheita passa por dois processos simultâneos, mas distintos. O primeiro é de separar o que não presta e jogar fora, todo o corpo estranho ao grão tem que ser eliminado. O segundo processo é guardar em lugar próprio o precioso grão.

A segunda vinda de Cristo terá essas duas conotações. Na linguagem figurada do profeta, a destruição final dos ímpios será assim: “Então, o anjo passou a sua foice na terra, e vindimou a videira da terra, e lançou-a no grande lagar da cólera de Deus. E o lagar foi pisado fora da cidade, e correu sangue do lagar até aos freios dos cavalos, numa extensão de mil e seiscentos estádios” (Apocalipse 14:19-20).

Em breve essa profecia se cumprirá. Um grupo estará dentro da cidade, à semelhança do precioso grão, e o outro estará do lado de fora sendo esmagado pelos juízos de Deus que começarão com as sete pragas.

De que lado estaremos? Creia no Senhor Deus para estar seguro. Creia nos profetas dEle para prosperar.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook