WebRadio

Central de Mídia

O exemplo da minoria


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR 2020 – 13 de julho de 2019

Mateus 7:14: “Estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela”.

Se a democracia fosse o meio para se chegar à verdade, o diabo venceria todas as vezes. Ele tem os votos. É fácil seguir a Satanás e a seus caminhos. Na verdade, é natural.

Lembro-me de quando me tornei membro da igreja, conta George Knight. Naquela época, números representavam muito para mim. Como podia essa pequena igreja ter a verdade, quando todas as grandes igrejas não acreditavam nas mesmas coisas? Elas não guardavam o sábado do sétimo dia, não criam que as pessoas dormem na sepultura até a ressurreição, não enfatizam o ministério de Cristo no santuário celestial, e assim por diante. Como era possível que eles estivessem certos?

Levou tempo para eu entender que apenas um único voto tem importância, quando esse voto estabelece verdades éticas e espirituais. Esse voto é emitido pela Palavra de Deus e está na Bíblia. A minoria moral segue essa Palavra como seu guia de vida. O provérbio “se todos estão fazendo isso, então isso é bom” não os influencia. Escolheram seguir a orientação da Bíblia. Acham-se no caminho apertado.

Nosso texto de hoje diz que são poucos os que encontram a porta estreita. Isso parece ser verdade, mas essa afirmação não quer dizer que o número deva ser pouco. Em contraste, lemos em Mateus 8:11 que “muitos virão do Oriente e do Ocidente e tomarão lugares à mesa com Abraão, Isaque e Jacó no reino dos Céus”. E Apocalipse 7:9 descreve os salvos como “uma grande multidão que ninguém podia enumerar”.

A palavra “poucos”, de Mateus 7:14, parece ser um termo comparativo para indicar que os salvos serão proporcionalmente poucos em relação aos muitos que vão se perder.

E por que muitos se perderão? Essa é a parte mais importante no argumento da cena de juízo das duas portas em Mateus 7:13 e 14. Os perdidos deixaram de entregar a vida a Jesus; deixaram de entrar pela porta estreita e viajar pelo caminho apertado.

Amigo ouvinte, como você está agora? Onde estão seus compromissos? A quem dedica suas afeições? Como você sabe que suas respostas a essas perguntas estão corretas?

Reflita sobre isso no dia de hoje e ore comigo agora:

Senhor, a porta é estreita, o caminho é apertado. Mas eu quero continuar, eu não vou desistir. Por favor, segura na minha mão e vamos em frente! Em nome de Jesus, amém!


-> Narração: Amilton Menezes


Saiba como receber as mensagens diárias do Tempo de Refletir:
-> No celular, instale o aplicativo MANAH (Android e iOS).
-> Para ver/ouvir no YouTube, inscreva-se neste Canal: YouTube.Com/AmiltonMenezes7
-> Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 99507 0705 e mande um recadinho pedindo os áudios.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook