WebRadio

Central de Mídia - WebRádio Maranatha

O cordão vermelho


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR 1504 – 12 de fevereiro de 2018

Os homens lhe disseram [a Raabe]: “Estaremos livres do juramento que você nos levou a fazer se, quando entrarmos na terra, você não tiver amarrado este cordão vermelho na janela” (Josué 2:17, 18).

As cores têm seu significado e seu mistério. Quando seu time ganha, você empunha e desfralda orgulhosamente a bandeira dele. Ou veste a camisa, seja ela vermelha, branca, verde, tricolor ou azul. Na maioria dos países, o vermelho ou escarlata é olhado com reverência e como cor sagrada. No caso de Raabe, o cordão vermelho contrastava com a cor clara da casa sobre os muros de Jericó.

O que significou para Raabe colocar aquele cordão na janela? O cordão significava um concerto de libertação; significava liberdade dos velhos deuses. Um novo Deus passou a ser o Senhor da vida dela. Ela não mais precisava continuar submissa ao antigo senhor. O cordão dizia: você está livre para servir a Deus pelo resto de sua vida.

Essa liberdade foi proclamada por Jesus em Seu primeiro sermão: “O Espírito do Senhor está sobre Mim. […] Ele Me enviou para proclamar liberdade aos presos […], para libertar os oprimidos e proclamar o ano da graça do Senhor” (Lc 4:18, 19). Ele estava dizendo: Eu vou abrir os portões para todos aqueles que não tenham para onde ir, que se encontram num labirinto sem saída, rejeitados, presos pela bebida, acostumados à mentira. Você que se sente preso a hábitos prejudiciais, a fita escarlate pode representar um concerto de libertação.

O cordão era sinal de um encontro futuro. Por aquele cordão, a casa estava marcada entre todas as casas da cidade. Era um sinal de acordo entre ela e o povo de Israel. E era também um sinal para os espias, para Raabe e sua família. “Vou pertencer ao povo do Deus vivo.” Ela escolheu se tornar parte do povo de Deus.

O cordão vermelho era uma declaração de confiança na salvação. Representava a redenção por meio do sangue de Cristo. Semelhante à colocação do sangue nos portais das casas dos hebreus, por ocasião da Páscoa, protegendo todos os que estivessem ali abrigados, assim também o cordão era um sinal de que Raabe estaria protegida do perigo quando a cidade fosse sitiada. Todas as vezes que ela olhava para aquele cordão, o coração se enchia de expectativa confiante. Ela exerceu fé e foi salva.

Tudo isso foi para ela um novo começo. Era a oportunidade de salvar a si mesma e sua família. Deus foi ao encontro de uma jovem que disse “eu quero mudar”, e sua fé foi recompensada.


-> Música: Rafaela Pinho, “Recomeçar”
-> Locução: Amilton Menezes


Saiba como receber as mensagens diárias do Tempo de Refletir:

-> No celular, instale o aplicativo MANAH (Android e iOS).

-> Para ver/ouvir no YouTube, inscreva-se neste Canal: YouTube.Com/AmiltonMenezes7

-> Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 9893 2056 e mande um recadinho pedindo os áudios.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook