WebRadio

Central de Mídia

O Autor da verdade


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR – 8 de junho de 2013

Aprendei de Mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Mateus 11:29

Cristo é o Autor de toda a verdade. Todo conceito brilhante, todo pensamento de sabedoria, toda capacidade e talento dos seres humanos é dom de Cristo. Não tomou Ele emprestado novas ideias da humanidade, pois Ele deu origem a todas. Mas, quando veio ao mundo, encontrou enterradas na superstição e nas tradições as brilhantes pérolas da verdade que confiara aos seres humanos. Verdades de vital importância foram colocadas na moldura do erro, para servir aos propósitos do arquienganador. As opiniões humanas, os pontos de vista mais populares foram encobertos com a aparência da verdade e apresentados como pérolas celestiais genuínas, dignas de atenção e respeito. Cristo, porém, removeu as teorias errôneas de toda classe. Ninguém, senão o Redentor do mundo, tinha poder para apresentar a verdade em sua pureza primitiva, isenta do erro que Satanás acumulara para ocultar sua formosura celestial.

Algumas das verdades proferidas por Cristo eram familiares ao povo. Ouviram-nas dos lábios dos sacerdotes e principais, e de intelectuais; contudo, os pensamentos de Cristo eram distintos. Ele havia revelado essas verdades a homens de confiança a fim de serem comunicadas ao mundo. Em cada ocasião, Ele proclamou a verdade em particular que julgou apropriada para as necessidades de Seus ouvintes, tenham sido elas expressas antes ou não.

A obra de Cristo era tomar a verdade da qual o povo carecia e separá-la do erro, apresentando-a livre das superstições do mundo, a fim de que o povo a aceitasse por amor de seu mérito intrínseco e eterno. Ele dispersou a névoa da dúvida para que a verdade pudesse ser revelada, e derramou distintos raios de luz nas trevas do coração humano. Ele colocou a verdade em claro contraste com o erro, para que a verdade pudesse ser apresentada diante do povo. Porém, quão poucos reconhecem o valor da obra que Cristo estava realizando! Quão poucos em nossos dias possuem uma concepção adequada da preciosidade das lições que Ele ensinou aos Seus discípulos.

Ele provou ser de fato o caminho, a verdade e a vida. Procurou atrair a mente dos prazeres passageiros desta vida para as realidades invisíveis e eternas. A visão das coisas celestiais não incapacita homens e mulheres para os deveres da vida aqui, mas, ao contrário, os torna mais eficientes e fiéis (Review and Herald, 7 de janeiro de 1890).

********************************************************************************************************************

-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da Casa Publicadora Brasileira.  http://www.cpb.com.br
-> Música: Dany Grace, “Me ensina”
-> Narração: Amilton Menezes

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook