WebRadio

Central de Mídia

O amor de Deus pelos pecadores


Gostou? Compartilhe!

11-amor_Deus

TEMPO DE REFLETIR 254 – 11 de setembro de 2014

“Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o Seu Filho unigênito, para que todo o que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16).

O apóstolo Paulo nos diz que o caráter de Deus tem sido mal compreendido e interpretado erroneamente desde o princípio do mundo. As pessoas conheceram outrora algo a Seu respeito, mas não O glorificaram como Deus. Como resultado, “se tornaram nulos em seus próprios raciocínios, obscurecendo-se-lhes o coração insensato. Inculcando-se por sábios, tornaram-se loucos, e mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, bem como de aves, quadrúpedes e répteis”. Rom. 1:21-23.

É-nos possível, em nossa mente, transformar a Deus nalguma coisa que Ele na realidade não é, mesmo que não nos prostremos diante de ídolos de madeira e pedra. Se não temos uma compreensão correta de Seu caráter, estamos adorando a um falso deus!
Entendemos que os últimos raios de misericordiosa luz, a última mensagem de misericórdia a ser transmitida ao mundo constitui uma revelação de Seu caráter de amor. A menos que saibamos como Deus é realmente, não seremos capazes de revelá-Lo ao resto do mundo! Jesus veio demonstrar ao mundo como o Pai é na realidade.

Um dia Jesus e Seus discípulos passaram perto de um cego (S. João 9:1), e os discípulos perguntaram: “Mestre, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”

Sua pergunta baseava-se no conceito vulgar de Deus e do mal. As pessoas do tempo de Cristo acreditavam que a doença e a morte eram a punição arbitrária, por parte de Deus, da prática do mal, quer pelo próprio sofredor ou por seus pais. Por esse motivo, o sofredor tinha de arcar com o fardo adicional de ser considerado um grande pecador.

Jesus corrigiu o erro deles explicando que a enfermidade e a dor são causadas por Satanás. Mas uma das astutas ciladas do diabo consiste em atribuir a Deus as suas próprias características, e, como resultado, milhões de pessoas através dos séculos culparam a Deus pelo sofrimento, doença e morte.

João 3:16 e 17 nos diz que Deus amou ao mundo de tal maneira que enviou Seu próprio Filho para redimir-nos. Ele “enviou o Seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele.” E nisto que consiste o evangelho! É nisto que consiste a redenção!

****************************************************************************************************************************************
-> Autoria: Morris Venden
-> Música: Vital, “Grande amor”
-> Narração: Amilton Menezes

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook