WebRadio

Central de Mídia

Não mais eu!


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR – 5 de março de 2014

“Esse viver que agora tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus.” Gálatas 2:20

Vivemos nos dias mais solenes e mais próximos da volta de Cristo que qualquer mortal já tenha vivo. Portanto, necessitamos mais do que nunca daquela vivência com Jesus para sairmos vitoriosos deste grande conflito em que estamos envolvidos.

Cristo precisa estar presente em nossa vida. Temos de andar com Ele cada dia. Jesus precisa ser real para nós sem misticismos e disputas doutrinárias, sem as complicações teológicas que procuram nos envolver e obscurecer o brilho sensível da cruz. Nosso viver deve ser simples, “pela fé no Filho de Deus”.

Em Londres existe um lugar chamado “A Esquina dos Oradores”, onde qualquer pessoa pode falar o que bem entender. Certa ocasião estava ali um homem procurando provar que Deus não existe e que Cristo foi apenas um homem comum. Do outro lado, em cima de um caixote, um cristão simples e quase inculto falava de Jesus e Seu amor por ele. Nisso o ateu o interrompeu e desafiou a provar que Deus existe. Então fez algumas perguntas acerca de Cristo. “Você sabe em que cidade Jesus nasceu?”  O cristão disse que não sabia. “Você sabe onde Ele morreu?” Também não sabia. “E você sabe quando o seu Cristo morreu?” “Não”, respondeu o cristão. “Vocês estão vendo? Este cristão não sabe nada do seu Cristo!”

Quando o ateu terminou de escarnecer, o cristão virou-se para ele e disse: “É verdade que eu não sei onde Jesus nasceu, onde morreu e nem quando. Mas, uma coisa sei, e é que antes de eu viver com Cristo, eu gastava todo o salário em bebida, brigava com a esposa e as crianças quando voltava bêbado para casa; não tínhamos comida; os filhos e a esposa viviam maltrapilhos e não tínhamos mobília. Mas hoje eu não bebo mais, temos comida e alguns móveis, minha mulher e meus filhos estão vestidos decentemente e quando chego em casa eles vêm me receber alegres. Isto é tudo que eu sei de Jesus e o que Ele fez por mim!” O ateu desceu da sua plataforma e foi saindo de mansinho… Cristo era real para aquele cristão. Precisa ser para nós também. Por que não o é?

“O problema com muitos é que eles perdem de vista a Jesus e falham em ver no Seu caráter a negação do eu, o amor e a misericórdia, e assim não O imitam.” (EGW)

É preciso que aprendamos que só poderemos alcançar o Céu mediante Cristo Jesus e que precisamos constantemente negar o próprio eu. Não mais nós vivendo. E, sim, Cristo, vivendo em nós.

*****************************************************************************************************************************************
-> Texto: autoria desconhecida
-> Música: Arautos do Rei, “Eu não sou mais eu”
-> Narração: Amilton Menezes

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook