WebRadio

Central de Mídia

Não adianta ficar ansioso!


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR 1897 – 12 de março de 2019

“Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado ao curso da sua vida?” (Mateus 6:27).

O segundo argumento de Jesus contra a preocupação é a inutilidade dela. A preocupação não leva a nada.

Um soldado francês levava consigo durante a Primeira Guerra Mundial a seguinte receita contra a preocupação: “De duas coisas, uma é certa. Ou você está na vanguarda, ou na retaguarda da batalha. Se estiver na vanguarda, de duas coisas uma é certa. Ou você se encontra exposto ao perigo, ou num lugar seguro. Se você está exposto ao per go, de duas coisas uma é certa. Ou você está ferido, ou não está. Se estiver ferido, de duas coisas uma é certa. Ou vai se recuperar, ou vai morrer. Caso se recupere, não deve se preocupar. Caso morra, não terá como se preocupar. Por que, então, se preocupar?”

Outra pessoa sugeriu que existem pelo menos duas coisas sobre as quais nunca devemos nos preocupar. Primeiro, com as coisas sem conserto. Se não podemos remediá-las, ficar preocupado é com certeza a coisa mais tola e inútil a fazer. Segundo, com as coisas que podemos consertar. Se podemos fazer algo a respeito, devemos é agir e não ficar desperdiçando nossas forças, preocupando-nos.

Jesus ilustrou a inutilidade da preocupação, declarando que ninguém é capaz de, por meio da ansiedade, acrescentar um côvado (aproximadamente 45cm) ao curso de sua vida ou à sua estatura. Tive no passado um amigo adolescente com problemas de crescimento, que vivia constantemente aborrecido com sua baixa estatura. Charles se preocupava dia e noite com o problema. Ele acabou crescendo até quase atingir 1,82 m de altura, embora fique bastante evidente que não foi a sua preocupação que desencadeou seu tardio surto de crescimento.

O termo traduzido por “côvado” na versão Almeida também apresenta o sentido de tempo em outras versões. Mas é óbvio que preocupar-se em adicionar tempo à vida é uma tolice maior que tentar acrescentar tamanho à estatura. A preocupação tende a encurtar a vida.

Jesus nos faz ver a inutilidade da preocupação, a qual não somente consome nossas energias, mas também nos desvia da esfera de atividade.

Reflita sobre isso no dia de hoje e ore comigo agora:

Senhor, arranca a ansiedade do meu coração. Por favor, que eu tenha mais confiança em Ti e na Tua palavra. Eu Te peço em nome de Jesus, amém.


-> Narração: Amilton Menezes


Saiba como receber as mensagens diárias do Tempo de Refletir:
-> No celular, instale o aplicativo MANAH (Android e iOS).
-> Para ver/ouvir no YouTube, inscreva-se neste Canal: YouTube.Com/AmiltonMenezes7
-> Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 99893 2056 e mande um recadinho pedindo os áudios.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook