WebRadio

Central de Mídia

Meu último dia?


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR 1402 – 2 de novembro de 2017

“E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo, assim também Cristo, tendo-Se oferecido uma vez […], aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que O aguardam para a salvação” (Hebreus 9:27,28).

Ninguém deseja morrer. Mesmo as pessoas que creem que vão para o Céu no momento da morte buscam de todas as formas prolongar a vida aqui. A morte é um encontro ordenado pelas circunstâncias da vida no planeta Terra. Ela é o destino que todos partilhamos, e ninguém, exceto alguns vultos das Escrituras, jamais escapou dela. Há os que não gostam de ouvir do realismo da morte, mas seria tolice viver como se a vida aqui fosse durar para sempre. Para colocar a questão em termos claros, o funeral é tão parte do casamento quanto a lua de mel, embora quase nunca nos lembremos disso.

A Bíblia nos adverte e a natureza dá testemunho de que tudo aquilo que tem início tem também um fim. O dia tem início com o nascer do Sol. Mas o Sol se põe e surgem as sombras. E então esse dia está para sempre eliminado do calendário, para nunca mais voltar. Nunca poderemos repetir o dia de hoje. Assim é também conosco. Nascemos, vivemos a infância, juventude, vida adulta e velhice. Então o tempo da partida chega para todos. A estatística da morte tem um índice impressionante: 100%.

Steve Jobs, o gênio dos computadores, fundador da Apple, que morreu no fim de 2011, mencionou que, aos 17 anos, deparou-se com uma frase que dizia mais ou menos o seguinte: “Ao se olhar no espelho cada manhã, pense que este pode ser seu último dia. Um dia você vai estar certo!” Num discurso de formatura da Universidade de Stanford, em 2005, Jobs declarou que isso causou enorme impressão nele. Saber que estaria morto dentro de algum tempo foi um dos mais importantes instrumentos da vida, diz ele. Isso o ajudou a fazer grandes escolhas e a se libertar do medo e da superficialidade. Se esse, de fato, fosse seu último dia, você ainda faria algumas das coisas que está planejando fazer? Se a resposta for “não”, talvez isso sugira a necessidade de algumas mudanças.

Mas o texto de hoje menciona outro encontro marcado também fora do nosso controle: o retorno de Jesus. Essa é realmente a única certeza que pode dar sentido à vida, encher-nos de alegria e paz, em um mundo em que tudo muda rapidamente e morre. Essa é a grande motivação para vivermos hoje em obediência, serviço e celebração.


-> Música: Projetart, “Virá um novo dia”
-> Locução: Amilton Menezes


Saiba como receber as mensagens diárias do Tempo de Refletir:

-> No celular, instale o aplicativo MANAH (Android e iOS).

-> Para ver/ouvir no YouTube, inscreva-se neste Canal: YouTube.Com/AmiltonMenezes7

-> Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 9507 0705 e mande um recadinho pedindo os áudios.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook