WebRadio Maranatha

Lições de um sanduíche


Gostou? Compartilhe!

03-sanduiche

TEMPO DE REFLETIR 702 – 3 de dezembro de 2015

“Porque não procuro a Minha própria vontade, e sim a dAquele que Me enviou” (João 5:30).

Certo pedreiro comia, todos os dias, um sanduíche de atum na hora do almoço. Um dia, enquanto comia com um colega, já com o sanduíche pela metade, ele parou e resmungou: “Detesto sanduíche de atum!”

“Então, por que você não pede outra coisa para sua esposa?”, o colega perguntou. “Tenho certeza de que ela vai preparar algo diferente para você”.  O homem então respondeu: “Sou eu mesmo quem prepara o sanduíche”.

A maioria dos sanduíches de atum de nossa vida é preparada por nós mesmos. Ao contrário de algumas teorias populares, não somos inocentes vítimas dos males da sociedade. Deus nos criou como seres capazes de pensar inteligentemente. Ele nos deu o poder de escolha.

Nossos primeiros pais foram criados com livre-arbítrio. Não estavam predestinados a fracassar, vítimas de alguma trama cósmica, nem eram fantoches. A essência da imagem de Deus é a capacidade de fazer escolhas morais. Deus valoriza tanto o livre-arbítrio que nos permite fazer escolhas erradas, a fim de preservar em nós esse direito. Escolhas positivas têm resultados positivos. Escolhas negativas têm resultados negativos.

A Bíblia contém exemplos de pessoas que fizeram más escolhas. A ira de Caim o levou a matar seu irmão, e passou o resto da vida fugindo. A lascívia de Davi o levou a adulterar com Bate-Seba. Embora tenha sido perdoado, suas ações abalaram as relações familiares. O desejo que tinha Judas por dinheiro o levou a vender seu Senhor. E teve um fim trágico.

As escolhas de José, Daniel e Paulo, por sua vez, levaram a resultados incríveis. Ao repelir as investidas da mulher de Potifar, José mudou o curso da história egípcia. A escolha de Daniel, recusando o vinho dos babilônios, mudou o curso da história babilônia. O mesmo fez Paulo em relação à história romana, escolhendo não inclinar-se perante os ídolos de César.

Lembre-se: somos nós quem preparamos o “sanduíche de atum”. Esteja determinado a fazer boas escolhas e viva abundantemente, como Deus quer.


Ficha Técnica:
-> Texto: Mark Finley
-> Música: Vocal Três Tons, “Deus me escolheu”
-> Locução e edição: Amilton Menezes
-> Finalização: Isa Vasconcelos

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook

WebRadio Maranatha