WebRadio Maranatha

Jesus, o totalitário


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR 1740 – 6 de outubro de 2018

“Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens, dá aos pobres e terás um tesouro no Céu; depois, vem e segue-Me. Tendo, porém, o jovem ouvido esta palavra, retirou-se triste, por ser dono de muitas propriedades” (Mateus 19:21 e 22).

Jesus não usa subterfúgios. Vende tudo o que tens e dá-o aos pobres. Essa é uma ordem muito contundente, uma afirmação muito exigente.

Ora, também o é a afirmação que diz: “Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a Mim não é digno de Mim; quem ama seu filho ou sua filha mais do que a Mim não é digno de Mim; e quem não toma a sua cruz e vem após Mim, não é digno de Mim. Quem acha a sua vida perdê-la-á; quem, todavia, perde a vida por Minha causa achá-la-á” (Mt. 10:37-39). Não há nada de sutil em tudo isto. Jesus está dando ordens absolutistas.

Contudo, se começarmos a pensar no assunto, veremos que isso não era uma novidade que estava sendo introduzida por Jesus. Os Dez Mandamentos determinam: “Não terás outros deuses diante de Mim” (Êx 20:3). Deus exigia tudo de Seu povo no Antigo Testamento. Ele era um “Deus zeloso” que não admitia concorrência.

O conceito da adoração a Deus e a nenhum outro é apresentado também no Novo Testamento, onde recebemos ordem para amar a Deus de todo o coração, alma e mente.

O cristianismo não é uma religião concessória. É uma religião de dedicação total. Essa é uma das coisas que torna o cristianismo diferente da maioria das outras grandes religiões do mundo.

Lembro-me de como fiquei frustrado quando entrei em contato pela primeira vez com o hinduísmo, uma religião de centenas de milhões de deidades. Um hindu não tem problema em aceitar a Cristo como um deus entre milhões de outros. Mas outra coisa bastante diferente é um hindu aceitar a Jesus como o único e suficiente Deus e Salvador. Isso é drástico, drástico demais para a maioria.

Mas isso é o que Jesus exige. Ou pertencemos inteiramente a Cristo ou não pertencemos. Essa é uma escolha séria. É uma escolha que não admite concessão. O cristianismo é uma fé radical.


-> Narração: Amilton Menezes


Saiba como receber as mensagens diárias do Tempo de Refletir:
-> No celular, instale o aplicativo MANAH (Android e iOS).
-> Para ver/ouvir no YouTube, inscreva-se neste Canal: YouTube.Com/AmiltonMenezes7
-> Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 99893 2056 e mande um recadinho pedindo os áudios.


 

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook

WebRadio Maranatha