WebRadio

Central de Mídia

Jesus mudou tudo


Gostou? Compartilhe!

10-esperanca

TEMPO DE REFLETIR 587 – 10 de agosto de 2015

“Pois, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também Deus mediante Jesus trará, em Sua companhia, os que dormem” (I Tessalonicenses 4:14).

As catacumbas – grandes salões e passagens de até seis níveis sob a cidade de Roma – estendem-se para além dos antigos limites da cidade. Os cidadãos de Roma sepultaram multidões ali, ao longo dos séculos. Milhares foram sepultados nas catacumbas bem antes do nascimento de Cristo. Podem-se ler epitáfios pagãos como: “Adeus, mamãe; adeus para sempre.” “Adeus, querido. Nunca mais te verei.”

Mas isso mudou depois que Cristo veio e os cristãos começaram a enterrar seus mortos nas laterais daqueles intermináveis corredores. Então encontramos epitáfios que dizem algo assim: “Adeus, mamãe; nós nos veremos quando Jesus voltar.” “Até logo, amigo; até a manhã da ressurreição.” “Eu te verei outra vez, querido, e nunca mais nos separaremos.”

Jesus mudou tudo. Ele nos deu esperança divina. Não é surpresa que o apóstolo diga que não nos devemos entristecer “como os demais, que não têm esperança” (1Ts. 4:13). Por que não? Porque, “se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também Deus mediante Jesus trará, em Sua companhia, os que dormem”.

No fundo do coração de todo ser humano existe a convicção de que a morte não é o fim. E assim como Deus, o Pai, trouxe Jesus, nosso Salvador, dentre os mortos na manhã de Sua ressurreição no jardim, fora dos muros de Jerusalém, assim com Ele também trará nossos queridos mortos à vida novamente, quando voltar a segunda vez. E aqueles que dormem e
os que estão vivos serão transformados (1Co 15:51). Como? Gradualmente? Não. “Num momento.” Verso 52. Deus tornará incorruptíveis os nossos corpos corruptíveis, e revestirá de imortalidade os nossos corpos mortais.

Quando Jesus Cristo ressuscitou dentre os mortos, decidiu para sempre a questão da morte. E tornou certa a nossa ressurreição. Em João 6, Jesus prometeu quatro vezes: “Eu o ressuscitarei no último dia.” Deus aceitou o sacrifício de Cristo na cruz, e Sua ressurreição foi o amém de Deus a esse poderoso evento. Sim, Jesus mudou tudo. Ele alterou o futuro – de um beco
sem saída para uma bendita promessa e uma divina esperança.


Ficha Técnica:
-> Texto: H.M.S. Richards Jr
-> Música: Danilo Melo, “Ressuscitou”
-> Locução e edição: Amilton Menezes
-> Finalização: Isa Vasconcelos

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook