WebRadio

Central de Mídia

Inspecionando o fruto


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR 2026 – 19 de julho de 2019

I Tessalonicenses 5:19-21: “Não apagueis o Espírito. Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é bom”.

Algumas semanas atrás, conta George Knight, um homem combinou uma entrevista comigo para compartilhar uma “nova luz”. Ele era uma pessoa impressionante de se ouvir. Havia estudado intensamente a Bíblia e os escritos de Ellen White. Também fiquei impressionado com sua sinceridade, ainda que eu tenha de concluir que ele estava sinceramente enganado.

Fundamentado em que, você deve estar perguntando, devo tomar a decisão de que esse homem estava errado? A sinceridade não é tudo? Deus não vai julgar as pessoas inteiramente pelos seus motivos? Não, não vai. A verdade também é importante. Não tenho dúvida quanto à sinceridade do diabo, mas tenho certeza de que ele está errado. A verdade doutrinária não é tudo, ainda que a Bíblia defenda que ela é importante como guia de nossa vida.

Meu visitante havia chegado com o que ele cria ser a verdade de Deus. Um aspecto dessa “verdade” era que não há juízo, no sentido de Deus realmente destruir as pessoas. Visto que Deus é amor, a destruição da vida humana, por qualquer razão, nada tem que ver com Ele.

Fiz meu visitante ver que a morte de pessoas como Coré e Abirã, no Antigo Testamento, era obviamente um ato de Deus. A resposta que ele me deu foi que essas histórias do Antigo Testamento são primitivas e que não devem ser aceitas literalmente. A seguir fui para as mortes em sequência de Ananias e Safira em Atos 5. Mas ele argumentou que isso nada mais era do que o resultado natural das próprias ações erradas do casal. Deus nada tinha que ver diretamente com aquilo. Deus nunca tira vidas, mesmo na fase executiva do juízo final.

No momento em que terminamos, meu visitante havia rejeitado a maior parte do Antigo Testamento e tudo quanto ele não gostava em Paulo. Então lhe disse por fim que era provável que o próprio Jesus havia ensinado mais do que ninguém a respeito da destruição final dos ímpios. A isto ele replicou que também não aceitava todos os ensinos de Jesus.

Esse homem viera ao meu escritório dizendo-se mensageiro de luz, mas, quando ele saiu, cheguei à conclusão de que não passava de um lobo disfarçado em pele de ovelha.

Reflita sobre isso no dia de hoje e ore comigo agora:

Senhor Deus: Como Paulo aconselhou, não quero apagar o espírito, não quero desprezar as profecias. Quero, pelo Teu discernimento, julgar todas as coisas e reter o que é bom. Por favor. Em nome de Jesus, amém!


-> Narração: Amilton Menezes


Saiba como receber as mensagens diárias do Tempo de Refletir:
-> No celular, instale o aplicativo MANAH (Android e iOS).
-> Para ver/ouvir no YouTube, inscreva-se neste Canal: YouTube.Com/AmiltonMenezes7
-> Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 99507 0705 e mande um recadinho pedindo os áudios.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook