WebRadio

Central de Mídia

Graça no sofrimento


Gostou? Compartilhe!

09-rosa_congelada

TEMPO DE REFLETIR 252 – 9 de setembro de 2014

“Por isso também os que sofrem segundo a vontade de Deus encomendem as suas almas ao fiel Criador, na prática do bem” (I Pedro 4:19).

Uma exortação a suportar o sofrimento com paciência cristã, eis o tema que atravessa esta carta de Pedro. Ao longo da carta, a palavra “sofrer”, ou seus derivados, aparece quinze vezes. Pensam alguns comentaristas que a carta seja uma instrução a candidatos ao batismo que, inevitavelmente, enfrentariam o sofrimento de um modo ou de outro. Muitos sofreriam perseguição por sua fé, e deviam estar armados a suportá-la como bons soldados de Cristo: “Porquanto para isto mesmo fostes chamados, pois que também Cristo sofreu em vosso Iugar, deixando-vos exemplo para seguirdes os Seus passos” (1 Pe 2:21).

Ninguém, escreve o apóstolo, devia estranhar se Deus permite que lhe sobrevenha perseguição ou sofrimento (4:12). Na experiência cristã, o sofrimento não visa destruir-nos, mas provar a genuinidade da nossa fé, purificando-a como o ouro é apurado pelo fogo (1:7). Não há mérito nenhum em suportar com paciência o sofrimento que resulta de nossos erros e pecados (2:20), mas se alguém sofre por praticar “o que é bom”, então regozije-se em ser co-participante “dos sofrimentos de Cristo”. E são aqueles que sofrem com Cristo, que um dia se alegrarão quando Cristo Se manifestar em glória (4:13).

Afinal de contas, não estamos sós no sofrimento. Faz-nos saber que somos membros de uma “irmandade espalhada pelo mundo”, a qual está igualmente sujeita ao sofrimento (5:9).

E é confortante saber que o sofrimento não durará para sempre. Depois do sofrimento, virá “a eterna glória” (5:10). O pecado universal que está à raiz de todo sofrimento, não reinará indefinidamente. Quando o “Deus de toda a graça” puser termo ao império do mal e fazer justiça a Seus eleitos, então “lhes enxugará dos olhos toda lágrima” (Ap 7:17).

****************************************************************************************************************************************
-> Autoria: Siegfried J. Scwhantes
-> Música: Leonardo Gonçalves, “Tsion”
-> Narração: Amilton Menezes

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook