WebRadio

Central de Mídia

Gostamos de nos preocupar…


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR 1761 – 27 de outubro de 2018

“Portanto Eu lhes digo: não se preocupem com suas próprias vidas, quanto ao que comer ou beber, nem com seus próprios corpos, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante que a comida, e o corpo mais importante que a roupa?” (Mateus 6:25, NVI.).

“Minha vida foi cheia de terríveis infortúnios, a maioria dos quais jamais aconteceu.” Essas palavras de um famoso filósofo, expressam bem a situação humana. Gostamos de nos preocupar. Na verdade, quando não temos algo importante com que nos preocupar, passamos a ficar ansiosos com insignificâncias. Todos somos, muitíssimas vezes, como a senhora que declarou: “Sempre me sinto mal quando estou bem, pois sei que vou me sentir mal pouco tempo depois.”

Lamentavelmente, a ansiedade cobra um preço muito alto dos ansiosos. Os antigos militares chineses tinham uma forma especial de torturar seus prisioneiros. Amarravam-lhes as mãos e pés e os punham sob uma bolsa de água que ficava gotejando… gotejando… gotejando, dia e noite. Essas gotas d’água caindo incessantemente na cabeça do condenado se tornavam como o som de golpes de martelo e acabavam o enlouquecendo.

A preocupação é como o pingar incessante da água. O gotejar constante da preocupação enfraquece as energias vitais de homens e mulheres, provocando neles consequências como úlceras, doenças cardíacas, insanidade e suicídio. Os hospitais estão cheios de pessoas que sucumbiram sob o peso esmagador da preocupação e da ansiedade. A preocupação é um assassino, tanto direta quanto indiretamente.

O Sermão do Monte enfrenta o problema da preocupação de frente, e aquilo que ele recomenda ainda forma o fundamento de alguns dos mais úteis conselhos sobre o assunto na área médica, psicológica e espiritual. Jesus trata desse problema em Mateus 6:25-34.

Ao examinarmos esse conselho, precisamos ter em mente o fato de que Deus está interessado em nossa vida diária. Está interessado na qualidade de nossa vida. Ele quer que ela seja mais abundante por causa de nossa fé.

Reflita sobre isso no dia de hoje e ore comigo agora: “Obrigado, ó Deus, por Te importares hoje comigo. Agradeço-Te por não quereres para mim apenas o que é bom, mas o que é melhor. Eu Te amo, ó Senhor”.


-> Narração: Amilton Menezes


Saiba como receber as mensagens diárias do Tempo de Refletir:
-> No celular, instale o aplicativo MANAH (Android e iOS).
-> Para ver/ouvir no YouTube, inscreva-se neste Canal: YouTube.Com/AmiltonMenezes7
-> Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 99893 2056 e mande um recadinho pedindo os áudios.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook