WebRadio Maranatha

Escreva com letras grandes!


Gostou? Compartilhe!

ENCONTRO COM AS PROFECIAS 124

Desde o último programa estamos estudando as profecias feitas por Habacuque, feitas em torno do ano 630 AC.

Habacuque 3:2 e 3, é a profecia que vamos estudar hoje: “Então o Senhor me respondeu, e disse: Escreve a visão, e torna-a bem legível sobre tábuas, para que a possa ler o que correndo passa. Porque a visão é ainda para o tempo determinado, e até ao fim falará, e não mentirá: se tardar, espera-o, porque certamente virá, não tardará”.

Esta profecia também é uma resposta de Deus ao seu servo Habacuque. Em muitos momentos, esteve aflito por causa do silêncio divino e agora o Senhor bondosamente fala com ele. Perceba que a profecia começa dizendo: “Então o Senhor me respondeu”.

Amigo ouvinte, Deus jamais vai deixar de ouvir e responder as aflições dos seres humanos. A dificuldade está na maneira como encaramos as respostas que Ele dá. Muitas vezes nos rebelamos contra Deus porque queremos que Ele responda da forma como imaginamos ser a melhor. Mas devemos confiar que a melhor maneira, a melhor resposta, é a dEle!

Deus respondeu ao profeta dando uma ordem: “Escreve a visão”. E, ao escrever a visão, duas coisas se destacam: “Primeira, a mensagem do profeta estava tendo um caráter de permanência. Segunda, a palavra escrita estabelece um ponto de autenticidade; pode ser a qualquer tempo feita a verificação e igualmente serve de proteção para o profeta, se as promessas não forem cumpridas” (Estudo sobre os Profetas Menores, vol. 2, p. 57).

“Torna legível”, foi a outra ordem divina. Deus nunca faz algo obscuro, escondido. Todas as ações dEle são claras e precisas. Tudo o que precisamos para a nossa salvação está bem explicado na Bíblia. Os mandamentos de Deus são claros e bem legíveis. Os que não querem obedecer não podem inventar desculpas pois é preciso apenas ler e viver o que está escrito.

A outra ordem sobre a visão era “gravar em tábuas”.  “Alguns pensam que era um quadro de madeira plana, coberta de cera, em que as publicações do governo eram gravadas com pena de aço, e então penduradas nas praças públicas, no templo, ou então o mesmo profeta dependurava em sua própria casa as suas mensagens. Porém, deve ser levado em consideração, que essa mensagem deveria permanecer por longo tempo, para admoestação e verificação, quando fosse cumprida. Um tablete de madeira coberto de cera é, geralmente, um material perecível. Ao que tudo indica, o que era mais usado, eram tabletes de pedra” (Estudo sobre os Profetas Menores, vol. 2, p.57-58).

Por que Deus pediu ao profeta para que escrevesse de forma bem legível? Ele responde no capítulo 2:2: “Para que possa ler até quem passa correndo”.

O que Deus queria dizer era que o profeta deveria escrever a visão em letras bem grandes, bem legíveis e corretamente, para que a pessoa pudesse ler rapidamente, fluentemente, sem nenhum esforço, mesmo que estivesse com pressa. O propósito era de que alguém correndo pudesse captar com facilidade a mensagem.

A profecia diz que a visão é para um tempo determinado. Ou seja, no tempo certo de Deus, tudo iria acontecer. Deus sempre faz as coisas no tempo certo (Gálatas 4:4). Deus ama a ordem, e cumpre a palavra dEle. Porém, como Ele conhece muito bem a natureza humana, faz o seguinte pedido: “Se tardar, espera-o”.

O cumprimento dessa profecia aparentemente poderia demorar, porém viria no tempo de Deus, e para Deus não há adiantamento ou demora. O que para o homem parece uma tardança, para o Senhor é o tempo exato. O cumprimento da profecia será no tempo oportuno. Deus está empenhando a palavra dEle.

A profecia apontava a vinda dos inimigos sobre a cidade de Jerusalém, “e de acordo com o texto hebraico o cumprimento da visão acerca da vinda dos vencedores Caldeus, parece que está demorando, mas se cumprirá no devido tempo” (S.D.A.B.C., vol. 4, p.1075).

No tempo certo os Caldeus invadiram Jerusalém. Nabucodonosor, com todo o seu exército, atacou a cidade sagrada dos judeus e milhares foram levados presos para Babilônia. Uma viagem de cerca 800 quilômetros. Feita a pé. Era o ano 605 AC. A visão fora confirmada. O profeta estava certo. Nenhum habitante de Jerusalém poderia reclamar de Deus. O aviso fora dado.

Amigo ouvinte, esta profecia cumpriu-se plenamente com a chegada dos Caldeus a Jerusalém, mas podemos, sem ferir o texto sagrado, dizer que ela pode ter um segundo cumprimento, em nossos dias. Há uma promessa, que foi feita por Jesus, quando viveu entre nós: “virei outra vez, e vos levarei para Mim mesmo, para que onde Eu estou, estejais vós também” (João 14:3).

Esta promessa foi feita a quase dois mil anos atrás. Para alguns já se passou muito tempo. Mas eu creio que o pedido feito pelo próprio Deus a Habacuque, também é feito para todos nós, agora. Quem prometeu não mente. Portanto, esta promessa vai acontecer no tempo certo. Na hora certa. A palavra de Deus está empenhada. Jesus voltará no momento certo, mas, se nosso entender Ele tardar, desenvolva a arte de esperar. Não fique inativo ou despreocupado com o que vai acontecer.

Se Jesus voltasse hoje ou amanhã pela manhã, haveria alguma coisa que o impediria de ir com Ele?  Você O receberia com alegria ou fugiria tentando se esconder? O que está faltando para colocar sua vida em dia com o Grande Deus do Universo?

Tome tua decisão agora. E, não esqueça: se tardar, espera. A promessa será cumprida. Sem dúvida nenhuma.

Creia no Senhor Deus e você estará seguro. Creia nos profetas dEle e você prosperará.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook

WebRadio Maranatha