WebRadio

Central de Mídia

Entrega completa


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR – 4 de setembro de 2013

Não te admires de Eu te dizer: importa-vos nascer de novo. João 3:7

Como posse adquirida por Deus, estamos sob o compromisso de trabalhar como Cristo trabalhou em Sua divina obra, não de acordo com nossas inclinações naturais, mas em harmonia com o Espírito de Deus. Entretanto, a vida das pessoas, quando elas são encontradas pela mensagem do evangelho, está cheia de pecado. Estão mortas em ofensas e pecados, e pela própria força, nenhum bem podem fazer.
Para servir devidamente a Deus, precisamos “nascer de novo”. Nossa disposição natural, que se opõem ao Espírito de Deus, têm de ser posta de lado. Precisamos ser feitos novos homens e mulheres em Cristo Jesus. Nossa velha vida não regenerada deve dar lugar a uma nova vida – uma vida repleta de amor, de confiança e de obediência voluntária. […] A menos que ocorra essa mudança, não podemos servir corretamente a Deus. Nosso trabalho será deficiente; serão introduzidos planos terrenos; será oferecido fogo estranho que desonra a Deus. […]

Cristo veio ao mundo porque viu que os seres humanos haviam perdido a imagem e a natureza de Deus. Ele viu que eles tinham vagueado longe do caminho da paz e da pureza. Se ficassem entregues a si mesmos, jamais encontrariam o caminho de volta. Ele veio com uma salvação plena e completa, para transformar nosso coração de pedra em coração de carne; […] de modo que, sendo participantes da natureza divina, sejamos habilitados para as cortes celestiais. […]

A todos aqueles que, desejosos da própria salvação, achegam-se a Cristo em busca de auxílio, Ele diz o que disse a Nicodemos: “Se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” (Jo 3.3). Ele está batendo à porta do seu coração, pedindo para entrar. Anseia renovar seu coração, enchê-­lo de amor para com tudo que é puro e verdadeiro. Deseja mortificar seu ego e ressuscitá-lo para a novidade de vida nEle. Nicodemos foi convertido como resultado dessa entrevista com Cristo. […] Não tema fazer uma completa

entrega de si mesmo a Ele. Coloque-se, sem reservas, sob Seu controle. Compreenda o que significa cessar de pecar, o que significa ter um novo coração e trazer consigo a semelhança divina. Ao contemplar a Cristo, o eu será mergulhado em sua insignificância, e você será transformado “de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito” (2Co 3:18) (Youth’s Instructor, 9 de setembro de 1897).

********************************************************************************************************************

-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da Casa Publicadora Brasileira.  http://www.cpb.com.br
-> Música: Daniel Cruz, “Deixa o Rei entrar”
-> Narração: Amilton Menezes

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook