WebRadio

Central de Mídia

Deus espera


Gostou? Compartilhe!

27-01 TDR 1123

TEMPO DE REFLETIR 1123 – 27 de janeiro de 2017

“Não retarda o Senhor a Sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, Ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento” (II Pedro 3:9).

Deus não quer que nenhuma pessoa sincera falte no dia da volta de Jesus. Por esta razão, Ele procura alcançar o coração de cada habitante deste mundo, por meio do paciente trabalho do Espírito Santo.

Durante a Primeira Guerra Mundial, T.E. Lawrence, famoso soldado britânico, cavalgava com um grupo de árabes, através do deserto, em meio a uma tempestade de areia e sob intenso calor. De repente, um dos árabes percebeu que um de seus companheiros estava faltando. “Onde está Jasmim?” gritou ele. Naquele instante todos olharam para trás e notaram que o camelo desse homem prosseguia a viagem sozinho. Jasmim, vencido pelo calor e desconforto do longo trajeto, caíra do animal. Havia ficado muito para trás, sujeito às dificuldades do deserto e entregue à morte. Um dos membros da caravana, indiferente à sorte dos colegas, afirmou: “Jasmim não é muito valioso para o grupo; deixemo-lo para trás”.

O sr. Lawrence, no entanto, jamais deixaria que alguém de seu grupo perecesse por falta de auxílio. Deu meia-volta, para espanto de todos, e retrocedeu até encontrar Jasmim encolhido na areia e morrendo de sede e calor. Ofereceu-lhe água e alimento, e assim o pobre homem recobrou o ânimo. Finalmente, Jasmim foi conduzido de volta à caravana que fazia parte.

Aí está um ato de amor e compaixão que mexe com os brios do homem moderno, tão indiferente às necessidades do próximo. O amor de Deus, porém, é muito mais alto e profundo do que a mais inusitada manifestação de amor por parte do homem. “Deus é amor”, diz a Bíblia.

O amor divino é assim: volta para buscar o pecador que agoniza no escaldante deserto deste mundo de pecado. A cruz do Calvário marca o lugar ao qual Deus retornou para buscar a humanidade que havia ficado para trás. Jesus chegou ali e deu a própria vida para que todos tivessem a oportunidade de levantar-se e continua a viagem. A parábola da ovelha perdida é uma bela ilustração da operação-resgate empreendida por Jesus. Ele estendeu os braços e alcançou a ovelha ofegante, quase a perecer. Prestou-lhe os primeiros socorros, na forma de perdão e misericórdia, e depois, tomou-a nos braços para conduzi-la de volta ao redil.


-> Música: Grupo Carisma, “Cristo está voltando”
-> Locução: Amilton Menezes

Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 99893-2056 e mande uma mensagem pedindo os áudios. Se você tem Telegram, adicione nosso canal: telegram.me/tempoderefletir

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook