WebRadio

Central de Mídia

Corra sem cansar


Gostou? Compartilhe!

04-correndo

TEMPO DE REFLETIR 185 – 4 de julho de 2014

“Se te fatigas correndo com homens que vão a pé, como poderás competir com os que vão a cavalo? Se em terra de paz não te sentes seguro, que farás na floresta do Jordão?” ( Jeremias 12:5)

O rapaz sentia-se injustiçado pela vida. “Por que outros têm oportunidades e eu não?”, perguntava-se, querendo, inconscientemente, justificar sua indolência. Alguém arrumou para ele um emprego como office-boy. Durou uma semana e depois largou o serviço porque “era muito trabalho para ganhar salário mínio”. Ofereceram-lhe uma vaga como escriturário, mas não sabia escrever à máquina ou computador. Os pais, então, pagaram para ele um curso, que em poucos dias abandonou porque “não justifica aprender esse negócio se o salário não é essas coisas”. Você conhece alguém parecido? Então medite na pergunta que apresenta o verso de hoje. “Se te fatigas correndo com os homens que vão a pé, então como poderás competir com cavalos?” O Senhor está nos falando aqui da administração correta das pequenas responsabilidades, como preparo para as responsabilidades maiores. Se sucumbimos diante de pequenas tarefas, se não somos capazes de realizar o trabalho de um office-boy, como sonhamos em ser gerente?

Na segunda parte do texto, Jeremias diz: “Se foges numa terra de paz, como hás de fazer na floresta do Jordão?” Os comentaristas dizem que na beira do rio Jordão, junto com enormes árvores havia matas habitadas por leões e outros animais selvagens. Podemos inferir aqui a lição espiritual de que se nos tempos de paz não conseguimos permanecer fiéis aos princípios divinos, não o seremos quando vierem os tempos difíceis.

Geralmente, quando se fala em conservação da juventude na igreja, pensa-se de imediato em atividades recreativas. Temos que programar algo para o sábado à noite, porque senão nossa juventude irá fazer coisas erradas, pensamos. Quanto erro por trás de uma boa intenção” Temos que ter atividades recreativas para os jovens aos sábados à noite, sim, não por medo de perdê-los, mas porque eles merecem ter um companheirismo agradável, num ambiente onde se sintam confortáveis por causa de seus princípios. Atividades recreativas nunca podem ser o “picolé” que damos à criança para que não faça coisas erradas. Temos que ensinar nossa juventude que a fidelidade a Deus independe de atividades recreativas.

Às vezes me pergunto, se a juventude, hoje em tempos de liberdade, faz coisas erradas aos sábados à noite, “porque a igreja não tem nada”. O que será quando vierem os tempos difíceis e não pudermos nem ter mais culto nas igrejas? “Se foges numa terra de paz, como hás de fazer na floresta do Jordão?” Que Deus nos ajude a entender que Jesus é o Único capaz de conservar nossa juventude firme até o fim.

*****************************************************************************************************************************************
-> Autor: Pr. Alejandro Bullon
-> Música: Samuel Loia, “Me leva mais além”
-> Narração: Amilton Menezes

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook