WebRadio

Central de Mídia

Contemplando a Cristo


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR – 16 de junho de 2013

Se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas. 2 Coríntios 5:17

Pelo poder que Jesus concede, podemos ser “mais que vencedores” (Rm 8:37). Não podemos, porém, produzir esse poder. Unicamente pelo espírito de Deus é que podemos recebê-lo. Precisamos de uma profunda intuição da natureza de Cristo e do mistério do Seu amor, “que excede todo o entendimento” (Ef 3:19). Devemos viver sob os cálidos e salutares raios do Sol da Justiça. Somente a afetuosa compaixão de Cristo, Sua graça divina, Seu grande poder podem nos habilitar a repelir o incansável inimigo e subjugar a oposição de nosso próprio coração. Qual será nossa força? A alegria do Senhor. Deixemos que o amor de Cristo nos encha o coração, e então estaremos preparados para receber o poder que Ele tem em reserva para nós.

Demos graças a Deus cada dia pelas bênçãos que recebemos. Se o instrumento humano se humilhar diante de Deus, reconhecendo como é inapropriado para ele cultivar um sentimento de autossuficiência, reconhecendo sua total incapacidade de executar o trabalho que precisa ser feito a fim de que seu coração seja purificado, lançando fora e desvalorizando sua justiça própria, Cristo vai permanecer no coração dessa pessoa. Ele Se lançará à obra de recriá-la e continuará até que ela esteja completa nEle.

Cristo nunca negligenciará a obra que foi colocada nas mãos dEle. Ele inspirará o discípulo resoluto com o senso da perversidade da condição maculadora do pecado e da depravação do coração no qual Ele está operando. O verdadeiro penitente aprendeu a inutilidade da importância de si mesmo. Olhando para Jesus, comparando seu caráter defeituoso ao perfeito caráter do Salvador, ele pode dizer:
“Não trago nada que tenha valor. / Somente na cruz me apego com fervor.”

Juntamente com Isaías, ele declara: “Senhor, concede-nos a paz, porque todas as nossas obras Tu as fazes por nós. Ó Senhor, Deus nosso, outros senhores têm tido domínio sobre nós; mas graças a Ti somente é que louvamos o Teu nome” (Is 26:12, 13) (Review and Herald, 31 de março de 1904).

********************************************************************************************************************

-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da Casa Publicadora Brasileira.  http://www.cpb.com.br
-> Música: Larissa Diacov, “Renova o meu coração”
-> Narração: Amilton Menezes

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook