WebRadio

Central de Mídia

Coluna de ferro


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR 1311 – 3 de agosto de 2017

“E hoje eu faço de você uma cidade fortificada, uma coluna de ferro e um muro de bronze, contra toda a terra” (Jeremias 1:18).

A história de Jeremias destaca o poder habilitador da graça. Ela mostra a maneira como Deus escolheu um jovem relutante e tímido e o tornou uma coluna de ferro para a defesa da verdade numa época de mentiras, para a sanidade em tempos de loucura.

Jeremias nos conta mais sobre a sua vida do que qualquer outro profeta. Com honestidade e franqueza encantadoras, ele partilha suas dúvidas, medos, dor e alegrias. Ele nos deixa participar de seus questionamentos com o próprio Deus. Assim, seu livro é a história de uma pessoa e Deus, como também a história de Deus e uma nação errante.

Deus chamou Jeremias ainda bem jovem para ser Seu mensageiro. Jeremias tentou recusar o chamado divino porque não conseguia lidar com o fato de ter que falar em público, mas o Senhor respondeu: “Não diga que é muito jovem. A todos a quem Eu o enviar, você irá e dirá tudo o que Eu lhe ordenar. […] Agora ponho em sua boca as Minhas palavras” (Jr 1:7-9).

Aqueles eram tempos perigosos e incertos. A Assíria já havia levado cativo o reino do norte de Israel. Restava apenas a pequena nação de Judá, e o exército babilônico, sob o comando de Nabucodonosor, era ameaçador. Durante o ministério de Jeremias, os babilônios atacaram duas vezes e por duas vezes levaram cativos, deixando Judá uma nação enfraquecida e reduzida. Mesmo assim, o rei Zedequias, encantado com o poder do Egito, rebelou-se, trazendo sobre a nação a ira de Babilônia, num ataque final que resultou na destruição do Templo e da cidade.

Durante esse período tumultuoso, a mensagem de Jeremias era constantemente o oposto do que as pessoas queriam ouvir. Os falsos profetas proclamavam que tudo ficaria bem: Jerusalém não seria destruída e os cativos exilados em Babilônia logo voltariam. Mas Jeremias disse: “Não! A cidade será destruída. Não lutem contra os babilônios, porque vocês serão derrotados.”

Jeremias parecia falar como um traidor e foi tratado e punido como tal. Ele, porém, estava certo, a despeito de sua mensagem ser impopular. Ele foi um homem de Deus com uma mensagem de Deus para aquele momento; ele foi um verdadeiro patriota. A solidão de seu ofício e a dureza da mensagem que a ele foi comissionada a levar pesavam sobre o jovem Jeremias. Ele quis desistir, desejou nunca ter nascido. Mas a graça de Deus o susteve, capacitou-o a superar imensos obstáculos. Deus o tornou uma coluna de ferro.


-> Música: Tatiana Costa, “Forte como menino”
-> Locução: Amilton Menezes

Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 9507 0705 e mande uma mensagem pedindo os áudios. Se você tem Telegram, adicione nosso canal: telegram.me/tempoderefletir – Prefira, porém, o aplicativo MANAH, onde você terá todos os áudios à disposição.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook