WebRadio

Central de Mídia

Cheque em branco


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR 2002 – 25 de junho de 2019

Mateus 7:7: “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á”.

Será que isso é realmente verdade? A oração é um cheque em branco? Deus dá aos crentes tudo quanto pedem?

Tenha cautela aqui. Entramos em grande dificuldade quando alteramos textos ou apanhamos declarações fora do contexto e depois as generalizamos de maneira irresponsável.

Sejamos honestos nesse ponto. Deus já lhe concedeu tudo quanto você pediu? Por que não? Como isso afetou a sua fé?

Essa afirmação sobre a oração é uma promessa absoluta do que Deus fará em nosso favor, mas possui um contexto bem definido. Esse contexto é o juízo, o tema que atravessa todo o capítulo sete de Mateus. Precisamos ver nossa vida terrena como uma escola na qual construímos o caráter para a vida por vir. Deus quer que estejamos preparados para a vida eterna. Assim sendo, está disposto a dar-nos tudo quanto precisamos para o desenvolvimento cristão simétrico.

Os primeiros seis versos de Mateus 7 trataram do problema de julgar os outros e ser mais exigentes com eles do que somos conosco mesmos. Eles nos dizem que, em grande medida, os juízos injustos que pronunciamos repercutirão sobre nós mesmos. Ao reconhecer nossas fraquezas, clamamos: “Quem é suficiente para estas coisas? Como podemos viver à altura de um padrão como esse?” A resposta de Cristo é que Ele nos dará o que precisamos, se pedirmos, buscarmos e batermos.

O que é verdade para Mateus 7:1-6 é verdade para todo o Sermão do Monte. Ficamos desalentados quando vemos as exigências da verdadeira justiça. É no contexto dessas exigências que Cristo oferece Sua graça, para que possamos viver a vida cristã. “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á.”

Realmente temos um cheque em branco, em Mateus 7:7, para a graça de Deus. Os imperativos de Cristo são humanamente impossíveis de ser cumpridos. Os que levam a sério as tremendas exigências do Sermão do Monte devem também levar a sério a boa vontade de Deus em nos ajudar. Os que pedem, buscam e batem por auxílio, não ficarão decepcionados.

Pratique isso no dia de hoje e ore comigo agora:

Obrigado, Pai, por tão preciosa promessa! Pela garantia de que nos dará a Tua graça em qualquer momento, em qualquer situação. Te louvamos por isso e Te aceitamos, em nome de Jesus, amém!


-> Narração: Amilton Menezes


Saiba como receber as mensagens diárias do Tempo de Refletir:
-> No celular, instale o aplicativo MANAH (Android e iOS).
-> Para ver/ouvir no YouTube, inscreva-se neste Canal: YouTube.Com/AmiltonMenezes7
-> Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 99507 0705 e mande um recadinho pedindo os áudios.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook