WebRadio

Central de Mídia

Atraídos para a cruz


Gostou? Compartilhe!

24-06 TDR 906

TEMPO DE REFLETIR 906 – 24 de junho de 2016

“E Eu, quando for levantado da terra, atrairei todos a Mim mesmo” (João 12:32).

João escolheu uma palavra que tem dois significados. Neste texto isto significa erguer uma pessoa à cruz para propósitos de execução. Adquiriu este significado técnico quando a horrível prática da crucifixão se espalhou pelo Império Romano.

Mas a palavra tem um segundo significado. No momento da entronização do Imperador, falavam dele como sendo levantado. Assim a palavra tem um outro significado em grego de exaltação ou erguimento para a coroação de um monarca.

Tinha João também isso em mente? Sim, parece que sim. Jesus via a cruz como um caminho para a glória que Ele partilharia com o Pai. Exaltado através da cruz Ele Se uniria com o Pai e reinaria com Ele.

Com tal glória em vista Ele orou: “Pai, glorifica o Teu nome” (verso 28). A voz do Pai respondeu: “Eu já o glorifiquei, e ainda o glorificarei” (o mesmo versículo).

Porque a cruz passaria julgamento sobre o mundo, Satanás tinha perdido seu domínio (Jo 16:11). Na cruz Jesus recebeu o direito de reinar. Partilharia da glória do Pai e da adoração do Seu povo. A cruz atrairia, não como um espetáculo horroroso, mas porque através dela o verdadeiro Rei do mundo agora reinava.

Quando consideramos a cruz, nos lembramos de que ela ficou vazia algumas horas depois. Quando pensamos na tumba do Horto, nos lembramos de que ela também ficou aberta e vazia algumas horas mais tarde. A cruz carregou a culpa do mundo, mas também inflamou a glória da ressurreição e livramento.

O poder de atração da cruz continua. A cruz transpôs o caminho para o Céu. Agora nosso Senhor atrai os homens para Ele através do Seu sacrifício e através da glória de Sua ressurreição.

Na cruz alguém sabe o que o futuro pode realizar quando morre o eu. Ali também, o caminho para a glória aparece para cada um de nós. Como a escada de Jacó que se estendia da Terra ao Céu, a cruz nos eleva ao próprio Céu para que possamos reinar com o Senhor.

“Cristo considera Seu povo, em sua pureza e perfeição, como a recompensa de Sua humilhação, e o suplemento de Sua glória – sendo Ele mesmo o grande Centro, de quem toda a glória irradia” (DTN, p. 656).


-> Música: Adoradores, “Ao olhar prá cruz”
-> Locução: Amilton Menezes

Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 9893-2056 e mande uma mensagem pedindo os áudios. Se você tem Telegram, adicione nosso canal: telegram.me/tempoderefletir

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook