WebRadio

Central de Mídia

As sementes do mal


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR 1722 – 18 de setembro de 2018

“Longe de vós, toda amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmias, e bem assim toda malícia” (Efésios 4:31).

Os terroristas são pessoas que aprenderam a odiar. Eles focalizam um inimigo e creem que esse inimigo é o responsável por suas mazelas. Veem-no como a fonte de todas as suas dificuldades. Amargura, ressentimento e ira são as sementes do terrorismo. Quando essas sementes são inflamadas pelas chamas do ódio, os terroristas fazem tudo para destruir aquele que percebem como inimigo. Quando ódio, ressentimento e amargura fazem morada no coração, nasce um terrorista. Por isso, Paulo faz este apelo urgente: “Longe de vós, toda amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmias, e bem assim toda malícia” (Ef 4:31).

Afaste para bem longe de si o ódio e o ressentimento. A expressão “longe de” é uma das expressões mais fortes da Bíblia. Significa “divorciar-se de”. Deus está dizendo: “Divorcie-se da amargura, raiva e ódio.” Os terroristas são pessoas que expressam essas características em escala global, e têm os meios de fazer isso de um modo dramático.

Uma guerra cósmica entre o bem e o mal está acontecendo agora em nossos impulsos e pensamentos mais íntimos. Precisamos decidir de uma vez qual é a nossa posição no que tange ao amor de Deus. O livro aos hebreus nos diz o que fazer para nos posicionarmos do lado certo. Ele retrata Jesus Cristo como um grande sumo sacerdote, aquele que justifica os que O aceitam pela fé. Então, nos faz este convite: “Aproximemo-nos, com sincero coração, em plena certeza de fé, tendo o coração purificado de má consciência e lavado o corpo com água pura” (Hb 10:22).

Aproximemo-nos de Deus. Envolvamo-nos com Ele; comecemos uma relação real, aberta, direta, de olhos nos olhos com Deus. Não é fácil lidar com o que existe no interior do coração; é uma luta. Mas essa é uma batalha que Jesus prometeu vencer em nosso favor. É parte de uma guerra na qual o inimigo já foi vencido na cruz. Então, aproximemo-nos dAquele que é o nosso Resgatador, Defensor e Salvador.

Podemos orar agora? Nosso Resgatador, Defensor, nosso Salvador, entregamos a Ti o nosso coração, a nossa vida, os nossos defeitos, a nossa amargura, a cólera, a ira, a gritaria, a reclamação, as blasfêmias; toda malícia, Pai, depositamos diante de Ti para que a vitória seja completa. Não pelo nosso poder, mas pelo Teu poder. Em nome de Jesus, amém!


-> Narração: Amilton Menezes


Saiba como receber as mensagens diárias do Tempo de Refletir:
-> No celular, instale o aplicativo MANAH (Android e iOS).
-> Para ver/ouvir no YouTube, inscreva-se neste Canal: YouTube.Com/AmiltonMenezes7
-> Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 99893 2056 e mande um recadinho pedindo os áudios.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook