WebRadio

Central de Mídia

Altos e baixos na vida cristã


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR 1969 – 23 de maio de 2019

Romanos 7:24 e 25, (NTLH): “Quem me livrará deste corpo que me leva para a morte? Que Deus seja louvado, pois Ele fará isso por meio do nosso Senhor Jesus Cristo!”

Ao nos encontrarmos com Cristo, nasce em nós o desejo de ser pessoas melhores e brota no coração a vontade de honrar a lei de Deus e viver em harmonia com ela. Mas Paulo se sentia frustrado. Ele dizia: “Alguma coisa deve estar errada comigo.” Note que ele está falando no tempo presente. “Eu não entendo o que faço” (v. 15). “Não faço o que desejo, mas o que odeio.” “Nada de bom habita em mim.” “Quero fazer o que é bom, só consigo fazer o que é mau” (v. 21). “Não faço o bem que quero, […] o mal que não quero fazer é que eu faço” (v. 19). “Como sou infeliz!” (v. 24).

Se ele concluísse o texto aqui, terminaria no fundo do poço, na lama. As palavras do texto de Paulo não eram razão para ele se tornar complacente consigo mesmo, nem procurar desculpas para o pecado. Devemos reconhecer que precisamos mais do que apenas um impulso repentino.

Se você também terminar assim a descrição de sua vida cristã, estará condenado. Não há escape, como diz Steve Farrar: “O pecado vai levá-lo mais longe do que você deseja ir. Vai retê-lo no lugar mais tempo do que você deseja ficar e vai sair mais caro do que você deseja pagar.”

Essa parte do capítulo poderia ser resumida da seguinte maneira: tentar ser uma pessoa melhor, viver a vida cristã sem a ajuda de Cristo, sem a atuação da graça no coração, é inútil. Tentar ser uma boa pessoa sem a habitação do Espírito Santo, só resultará em derrota e desespero.

Não importa quanta disciplina seja praticada, quantos métodos sejam encontrados em livros e programas de TV sobre autoajuda, eles jamais vão quebrar as cadeias das quais queremos nos libertar.

Depois de dizer: “Eu quero, mas não posso. Tenho o desejo, mas não tenho a força. Não sei por que cheguei a este ponto”, Paulo, olhando para fora de si mesmo, exclama em uma explosão de triunfo: “Graças a Deus, que nos dá a vitória por meio de nosso Senhor Jesus Cristo” (1Co 15:57). A certeza é da vitória em Cristo.

“Muitas vezes, teremos que nos prostrar e chorar aos pés de Jesus por causa de nossas faltas e erros, mas não devemos desanimar. Mesmo se formos vencidos pelo inimigo, não seremos rejeitados nem abandonados por Deus” (Caminho a Cristo, p. 64).

A reação de Paulo é de regozijo. Em Jesus, amigo ouvinte, podemos conseguir a vitória!

Vamos orar?

Pai, muitas vezes nos sentimos como Paulo: perdidos, derrotados… Por favor, tome conta de nossa vida, pelo Teu poder! Em nome de Jesus, amém!


-> Narração: Amilton Menezes


Saiba como receber as mensagens diárias do Tempo de Refletir:
-> No celular, instale o aplicativo MANAH (Android e iOS).
-> Para ver/ouvir no YouTube, inscreva-se neste Canal: YouTube.Com/AmiltonMenezes7
-> Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 99893 2056 e mande um recadinho pedindo os áudios.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook