WebRadio

Central de Mídia

A paixão de Deus em nos adotar


Gostou? Compartilhe!

14-01 TDR 744

TEMPO DE REFLETIR 744 – 14 de janeiro de 2016

“Portanto, assim como vocês receberam Cristo Jesus, o Senhor, continuem a viver nEle, enraizados e edificados nEle, firmados na fé” (Colossenses 2:6,7).

Seria suficiente se Deus simplesmente limpasse o seu nome, mas Ele faz mais por você. Ele lhe dá o nome dEle. Seria suficiente se Deus apenas libertasse você, mas Ele faz mais do que isso. Ele leva você para casa. Ele o leva para a Grande Casa de Deus.

Pais adotivos entendem isso melhor do que qualquer outra pessoa. Eu certamente não quero ofender os pais biológicos – faço parte desse grupo. Nós, pais biológicos, sabemos bem o que é o desejo profundo de ter um filho. Em muitos casos, nossos berços se encheram facilmente. Decidimos ter um filho, e o filho chegou. De fato, em alguns momentos os filhos vieram sem que tivéssemos tomado uma decisão.  Já ouvi sobre gravidez não planejada, mas nunca ouvi falar de uma adoção não planejada.

É por isso que os pais adotivos entendem a paixão de Deus em nos adotar. Eles sabem o que significa sentir um vazio por dentro. Eles sabem o que significa buscar, sair em missão e assumir a responsabilidade por um filho com um passado manchado e um futuro duvidoso. Se há alguém que entende o ardor de Deus por seus filhos, esse alguém é aquele que resgatou um órfão do desespero, pois é isso o que Deus faz por nós.

Deus adotou você. Deus procurou você, assinou os papéis e o levou para casa.

Pode orar comigo, agora? “Deus Pai, agradeço por me adotares em Tua família. Tu me deste nova vida por meio de Teu filho. Oro por aqueles que conheço e que não fazem parte da Tua família. Fala ao coração deles e chama-os para Tua família divina. Que eles abandonem a rebelião para encontrar refúgio em Ti”.


Ficha Técnica:
-> Texto: M.L.
-> Música: Jeferson Pillar, “Filhinho”
-> Locução e edição: Amilton Menezes
-> Finalização: Isa Vasconcelos

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook