WebRadio

Central de Mídia

A menina dos olhos de Jesus


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR 1829 – 3 de janeiro de 2019

“Pois o povo preferido do Senhor é este povo, Jacó é a herança que lhe coube. Numa terra deserta Ele o encontrou, numa região árida e de ventos uivantes. Ele o protegeu e dele cuidou; guardou-o como a menina dos Seus olhos, como a águia que desperta a sua ninhada, paira sobre os seus filhotes, e depois estende as asas para apanhá-los, levando-os sobre elas. O Senhor sozinho o levou (Deuteronômio 32:9-12, NVI).

Quando eu era garotinho, conta Daniel Guild, minha mãe me levou para tomar vacina. Foi para mim um grande conforto sentir a mão dela apertando a minha quando o doutor espetou meu braço com a agulha. Depois, quando eu tinha 12 anos, meu pai teve seu primeiro infarto. Quando me tornei motorista do caminhão da firma da família, por vários anos meu pai precisou sentar-se na cabina do caminhão, ao meu lado, porque a minha licença para dirigir era restrita. Isso nos aproximou muito. Sua morte me arrasou e eu não queria estar com ninguém a não ser com minha mãe, meus irmãos e minhas irmãs. Nenhum de nós falava muito. Simplesmente estarmos na presença um do outro era suficiente. Quando enfrentamos tempos difíceis na vida, ansiamos ter alguém perto de nós. Numa entrevista para obter emprego, numa auditoria de impostos, num caso em que é necessário esclarecer um mal-entendido, ou em algum outro tipo de trauma, necessitamos de apoio.

Quando Israel atravessou miraculosamente o Mar Vermelho, e depois enfrentou fome, sede e exércitos com gigantes, Deus repetidamente os tranquilizava: “Estou com vocês.” O tempo todo, “beberam da mesma bebida espiritual; pois bebiam da rocha espiritual que os acompanhava, e essa rocha era Cristo” (1Co 10:4, NVI). De acordo com o texto de hoje, Jesus Cristo “protegeu” e “guardou” Israel tão devotadamente como uma águia ensina seus filhotes a voar, levando-os sobre suas asas quando hesitam. Cristo “guardou” Israel “como a menina dos Seus olhos”. A menina ou a pupila dos olhos é muito sensível, e por isso um toque no olho é extremamente doloroso. A pupila do olho não é apenas delicada, mas essencial à nossa visão, e por essa razão devemos protegê-la cuidadosamente. Jesus “guardou” Israel de ser tocado no olho para protegê-lo da dor e conservar clara e firme diante dele a visão da Terra Prometida.

Jesus nos promete: “Eu estarei sempre com vocês” (Mt 28:20, NVI). Somos “a menina dos Seus olhos”. Seja o que for que tivermos de enfrentar, Ele está conosco para proteger, escudar, guardar e cuidar. Suas asas pairam junto de nós em cada ocasião de necessidade. Ele nos conduz à Terra Prometida.


-> Narração: Amilton Menezes


Saiba como receber as mensagens diárias do Tempo de Refletir:
-> No celular, instale o aplicativo MANAH (Android e iOS).
-> Para ver/ouvir no YouTube, inscreva-se neste Canal: YouTube.Com/AmiltonMenezes7
-> Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 99893 2056 e mande um recadinho pedindo os áudios.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook