WebRadio

Central de Mídia

A Criação – um ato divino


Gostou? Compartilhe!

23-paisagemTEMPO DE REFLETIR 113 – 23 de abril de 2014

“Esta é a gênese dos Céus e da Terra quando foram criados, quando o Senhor Deus os criou” (Gênesis 2:4)

O primeiro livro da Bíblia é chamado de Gênesis porque trata da gênese ou começo do nosso mundo. Moisés, inspirado, descreve como Deus criou em seis dias todas as coisas que vemos: o firmamento com o Sol, a Lua e as estrelas incontáveis; a fauna riquíssima com os seus animais, aves, insetos, plantas, flores e frutos; e, finalmente, os oceanos, os mares, os rios e os lagos e as montanhas e montes, os prados e vales. Não podemos esquecer também do homem, Adão e sua mulher Eva, criados no sexto dia como coroa da Criação.

Gênesis resume a criação da Terra. A Bíblia toda dá outros detalhes da história do homem e o plano de Deus para nos salvar da luta com o pecado. Sem ser um livro de ciência e nem pretender provar cientificamente quando e como se originou a Terra, os mundos e todo o Universo incluindo seus habitantes, a Bíblia, entretanto, nos afirma que Deus é o Criador de tudo, visível e invisível a nós, e que o fez pelas mãos de Seu Filho, a quem entregou todas as coisas (Hebreus 1:2 e Colossenses 1:16).

É maravilhoso o que Deus criou neste nosso planeta Terra, onde habitamos. Apesar de manchada pelo pecado, a criação ainda se apresenta exuberante e linda, com detalhes que demonstram ter havido a presença de uma Mente perfeita e sábia na elaboração das coisas criadas. Você já imaginou como não são os mundos que não pecaram e não perderam sua perfeição, harmonia, paz e vida eterna? Um dia o nosso mundo voltará a ser perfeito e nós também. Falando dessa experiência, Paulo escreveu que “as coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e nem subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que O amam.” I Coríntios 2:9.

O Gênesis, além de apresentar a Deus como Criador, diz ser Ele também misericordioso, qualidade de caráter mais acentuada com a entrada do pecado. Por isso não fomos totalmente destruídos, especialmente durante o dilúvio. Por misericórdia, o Eterno Deus continua mantendo Seu domínio e controle das coisas criadas. O alvo do Pai Celestial é acabar com o pecado para devolver ao homem redimido a posse, não apenas de um jardim, mas de toda a Terra e até do Universo, pois Ele e Jesus habitarão conosco para sempre!

Não é isto maravilhoso?

*****************************************************************************************************************************************
-> Texto: Autoria desconhecida
-> Música: Fernando Iglesias, “Pedaços”
-> Narração: Amilton Menezes

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook