WebRadio

Central de Mídia - WebRádio Maranatha

Mas há um Deus no Céu


Gostou? Compartilhe!

TEMPO DE REFLETIR 1377 – 8 de outubro de 2017

“Nenhum sábio, encantador; mago ou adivinho é capaz de revelar ao rei o mistério sobre o qual ele perguntou, mas existe um Deus nos céus que revela os mistérios” (Daniel 2:27,28).

Você alguma vez questionou se Deus realmente se envolve nos acontecimentos humanos? Essa é uma questão filosófica, e a resposta para ela pode ser encontrada no livro de Daniel. Para o observador secular, o mundo é uma interação de forças caóticas, seguindo um roteiro cego, com destino incerto. Porém, o olhar da fé consegue divisar um Deus ativo no mundo, dirigindo o destino.

Construída para exibir o orgulho dos homens e desafiar o Deus do Céu, centro internacional de adoração, Babilônia parecia estar destinada à supremacia eterna. Seus jardins encantavam o mundo. Stephanie Dalley escreveu que “construir um novo palácio com um jardim era replicar a criação em miniatura” e “por esse feito o governante agia como o deus mais elevado”. Contudo, o esplendoroso império chegaria ao fim, dando lugar a um reino eterno.

Um dia, o poderoso rei desse império teve um sonho, que não foi recuperado nem decifrado por nenhum de seus sábios. Sentenciados à morte, eles reclamaram que a exigência real só poderia ser atendida pelos deuses, mas eles não moram com os mortais. Daniel, o exilado judeu, clamou a Deus. Ao revelar o sonho do rei e dar sua interpretação, ele reconheceu que era impossível saber o que se passara na cabeça do monarca. “Mas existe um Deus nos céus que revela os mistérios”, acrescentou. O futuro de Babilônia não seria traçado pelo acaso, mas pelo Altíssimo.

Com essa frase, Daniel mostrou que a providência divina está acima de todos os conhecimentos e poderes terrenos. O mosaico da política e da vida cotidiana parece ser feito pelo acaso, mas, quando olhamos direito, vemos a mão da providência tecendo a tapeçaria da humanidade.

Ellen White imortalizou essa ideia com estas palavras: “Nos anais da história humana, o desenvolvimento das nações, o nascimento e a queda dos impérios aparecem como que dependendo da vontade e proeza do homem […]. Mas na Palavra de Deus a cortina é afastada e podemos ver […] os agentes do Todo-misericordioso executando paciente e silenciosamente os conselhos de sua própria vontade” (Profetas e Reis, p. 499).

Quando sua própria vida estiver sendo massacrada por alguma Babilônia e nada fizer sentido, lembre-se de que há um Deus no Céu que revela mistérios e tem o poder de reescrever a história. O futuro não é controlado por forças cegas, mas escrito por um Deus de amor que conhece e revela mistérios.


-> Música: Discípulos, “Eu O espero voltar”
-> Locução: Amilton Menezes


Saiba como receber as mensagens diárias do Tempo de Refletir:

-> No celular, instale o aplicativo MANAH (Android e iOS).

-> Para ver/ouvir no YouTube, inscreva-se neste Canal: YouTube/AmiltonMenezes7

-> Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 9507 0705 e mande um recadinho pedindo os áudios.

Gostou? Compartilhe!

Comentários Via Facebook